Thiago Motta chegou ao Genoa para tirar o time do buraco. Com uma passagem marcante pelo clube em seus tempos de jogador, o agora treinador trabalhava nas categorias de base do Paris Saint-Germain, quando recebeu o convite para assumir a equipe principal do Grifone. A situação não era nada boa, com os genoveses ocupando a vice-lanterna na Serie A, mas ainda assim o ítalo-brasileiro abraçou o desafio. Não apenas estreou com uma valorosa vitória de virada, como também conseguiu algo que nenhum outro estrategista na história do Campeonato Italiano havia registrado: seus três substitutos anotaram os três gols (três pinturas) na vitória por 3 a 1 sobre o Brescia, no Estádio Luigi Ferraris.

Sinal da crise em Gênova, a torcida da casa realizou um protesto e deixou as arquibancadas vazias durante os primeiros dez minutos do jogo. Chegou a tempo para ver o golaço de Sandro Tonali, que abriu o placar para o Brescia aos 34. A promessa cobrou uma falta com muito efeito na lateral do campo e mandou a bola na gaveta de Ionut Radu. Foi o seu primeiro tento pela Serie A. Ainda no primeiro tempo, Thiago Motta já trocou a formação de sua defesa.

As substituições ficaram para o segundo tempo. O Genoa queimou suas três trocas logo nos primeiros 20 minutos, com as entradas de Kevin Agudelo, Goran Pandev e Christian Kouamé. Justamente o trio responsável pelos gols. Em sua primeira participação, Kouamé mandou uma cabeçada no travessão. O empate saiu logo depois, quando Andrea Pinamonti passou a Agudelo, que acertou um chutaço de primeira, longe do alcance do goleiro.

Tinha mais. A virada nasceu em outro golaço, aos 30. Paolo Ghiglione cruzou e Kouamé pegou na veia, num espetacular voleio à queima-roupa. Pois o supersubstituto também contribuiu ao terceiro, quatro minutos depois. Kouamé abriu com Pandev na direita. O veterano cortou a marcação para dentro e acertou outro arremate impecável no alto, sem que o goleiro pudesse sequer reagir. O fim do jogo, aberto, ainda reservou chances às duas equipes. Mas a façanha caberia mesmo a Thiago Motta.

“Os jogadores realmente se saíram bem, desde o primeiro minuto. Pedi para que eles permanecessem como um time, mesmo nos momentos difíceis, e eles fizeram isso. É bom ver essa equipe conquistar um recorde, mas quero elogiar a todos, mesmo os que ficaram no banco. Mostramos um coração enorme e permanecemos unidos a cada obstáculo, então é por isso que estou feliz. Temos um elenco amplo, com jogadores de qualidade, mas o que realmente me impressionou foi o desejo de trabalhar juntos e de lutar pelo Genoa. Este é o caminho para seguir”, declarou Thiago Motta, depois do jogo.

O resultado tirou o Genoa da zona de rebaixamento. O time alcançou o 17° lugar e ainda seca a Spal para permanecer fora do Z-3. Os genoveses têm oito pontos, um a mais que o Brescia, que aparece uma posição abaixo.

Classificações Sofascore Resultados