O meio-campista Thiago é um dos jogadores mais importantes do Bayern de Munique atualmente. Aos 26 anos, é o jogador que dita ritmo no meio-campo do clube bávaro, com estatísticas que chamam a atenção: 90% de acerto nos passes e 48 chances criadas para os companheiros. Com a aposentadoria de Xabi Alonso, ele passa a ter uma importância ainda maior. E para ele, o Bayern de Munique tem um time tão bom quanto o Barcelona e o Real Madrid, apesar de não fazer contratações tão impactantes, ao menos em termos de mídia, que os espanhóis.

LEIA TAMBÉM: Hoeness: “Não podemos montar um novo time pagando €100 milhões em atletas de 29 anos”

“Compare os times, nós temos estrelas mundiais também. Não há diferença em qualidade. Nós estamos no mesmo nível, 100%. Mas uma coisa é certa, no vestiário nós não falamos sobre estrelas mundiais, mas sobre espírito de time”, afirmou Thiago ao Bild.

“Sule e Rudy me convenceram nos jogos contra o Hoffenheim, eles podem fazer isso aqui”, continuou o meio-campista. “Você não tem que gastar um monte de dinheiro necessariamente. Há muitos jogadores com grande talento que ainda estão sendo observados. Este é o jeito do Bayern de Munique, contratar um jogador e desenvolvê-lo”, disse. “Isso é algo que eu admirei neste clube ainda na Espanha. Os dirigentes trabalham muito bem e têm um bom olho”, elogiou o jogador espanhol.

O Bayern recebeu críticas pelo seu desempenho na Champions League na temporada passada, apesar de ter ido bem na Bundesliga e ganhado, mais uma vez, o título alemão. O técnico Carlo Ancelotti foi criticado depois de ter um início de temporada irregular, mas acabou dominando a liga local. Thiago defendeu o seu treinador. “As críticas a Ancelotti não fazem sentido, ele tira o melhor do nosso time”, analisou o jogador.

A fala de Thiago vem depois da fala do presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, referendar algo que muitas vezes se cobra: que o Bayern faça contratações do mesmo nível de Barcelona e Real Madrid. Leia-se: abrir o cofre para trazer os melhores jogadores do mundo. O Bayern de Munique é um clube que não costuma fazer muito barulho com contratações.

Nesta janela, o clube bateu o próprio recorde de transferências ao trazer Corentin Tolisso, do Lyon, por € 41,5 milhões. O meio-campista, de 22 anos, é uma promessa e chamou muito a atenção na última temporada. A sua contratação ressalta uma política do Bayern de trazer jovens e desenvolvê-los. Já foi assim na temporada passada, quando a sua principal contratação foi Renato Sánches, português de então 18 anos, que veio do Benfica após boa Eurocopa com Portugal.

Entre os contratados pelo Bayern nesta temporada, até aqui, só um é mais velho que Tolisso: Sebastian Rudy, da seleção alemã, que chega do Hoffenheim de graça após o final do seu contrato com o clube. Os demais também são jovens: Kingsley Coman, 21 anos, que estava no clube por empréstimo e chega em definitivo da Juventus por € 21 milhões; Niklas Süle, 21 anos, que esteve na Copa das Confederações da Alemanha e chega por € 20 milhões do Hoffenheim; Serge Gnabry, 21 anos, campeão do Europeu sub-21 com a Alemanha e que chega do Werder Bremen por apenas € 8 milhões.

O atual elenco do Bayern de Munique tem média de idade de 25,5 anos. Os mais experientes formam a base da equipe: Manuel Neuer, 31 anos, o goleiro e que passa a ser o capitão do time após a aposentadoria de Philipp Lahm; Mats Hummels e Jérôme Boateng, ambos de 28 anos; Rafinha, lateral direito de 31 anos; Arturo Vidal, de 30 anos; Franck Ribéry, 34 anos; Arjen Robben, 33 anos; Thomas Müller, 27 anos; e Robert Lewandowski, 28 anos.