Tevez: “A seleção argentina não precisa mais de mim”

Atacante afirmou que o ataque da seleção conta com nomes melhores para o ataque atualmente e apontou que Bianchi aumenta as chances de volta ao Boca Juniors

A seleção argentina vive fase inspirada sob o comando de Alejandro Sabella. A albiceleste lidera as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 com folgas e não perde um jogo com a equipe principal desde outubro de 2011. Apesar disso, Carlos Tevez descarta sua volta à equipe nacional. Exaltando a qualidade dos concorrentes por uma vaga no ataque, o argentino apontou que não seria útil ao time.

“Atualmente, a seleção argentina tem outros atacantes melhores que eu. Uma pessoa precisa ter a grandeza de dizer que a seleção não precisa mais dela. Há jogadores que estão em um nível acima”, disse o atacante, em entrevista à ESPN.

Nas últimas partidas, Sabella chamou para compor o ataque Lionel Messi, Sergio Agüero, Rodrigo Palacio, Franco Di Santo, Gonzalo Higuaín e Ezequiel Lavezzi. A última aparição de Tevez pela seleção foi em julho de 2011, durante a Copa América.

O atacante, porém, reafirmou sua vontade de voltar ao futebol argentino, defendendo as cores do Boca Juniors: “A possibilidade de retorno ao Boca sempre existe, ainda mais depois do retorno de Carlos Bianchi como técnico. Eu gostaria de vestir a camisa do clube que eu amo novamente”.

Apesar disso, Tevez não nega a possibilidade de ampliar seu vínculo com o Manchester City: “Eu tenho mais um ano de contrato e eles querem renovar comigo por mais duas temporadas. Pensarei sobre isso. Esta temporada é diferente da última, quando eu queria sair. Estou feliz aqui, assim como estão me tratando bem”.