O técnico da Internazionale, Gian Piero Gasperini, afirmou que o time ainda precisa corrigir problemas após a derrota por 4 a 3 para o Palermo, na Sicília, neste domingo. Gasperini preferiu deixar Andrea Ranocchia no banco para improvisar Javier Zanetti como zagueiro, além de deixar Wesley Sneijder e Giampaolo Pazzini nna reserva.

O time esteve na frente por duas vezes, mas não conseguiu manter a vantagem e sofreu a virada dos Rosanero. Depois da partida, o técnico dos nerazzurri mostrou estar satisfeito com o desempenho ofensivo do time.

“Depois de cada jogo, você tem que tirar conclusões”, disse. “Nesta noite nós mostramos que temos alguns problemas para consertar”, afirmou ainda. “Mas nós temos um potencial de ataque importante, seja nos titulares, seja no banco de reservas”.

Perguntado sobre a substituição de Mauro Zárate aos 30 minutos do primeiro tempo, Gasperini justificou dizendo que foi por questões físicas.

“Ele saiu porque, diferente do treinamento, ele não estava em uma boa condição física”, afirmou o treinador de 53 anos. “Eu não tenho que esperar necessariamente até o final do primeiro tempo, nós tínhamos [Wesley] Sneijder no banco e dadas as condições do argentino, eu preferi usar essa carta”, explicou.

Sobre o fato do atacante Giampaolo Pazzini ter ficado o jogo todo no banco de reservas, o treinador justificou que o time não teve problemas no setor e preferiu usar outro jogador.

“Nós não tivemos problemas no ataque, [Diego] Milito, Sneijder e [Diego] Forlán fizeram coisas boas”, disse Gasperini. “Ele [Pazzini] é um grande jogador, mas nós não tivemos problemas na frente. Eu preferi usar [Ricardo] Álvarez, que nos deu um pouco mais de vigor ao time”, explicou.