Algo que nos acostumamos a ver nos últimos anos é o Bayern de Munique vencendo a Bundesliga com tamanha facilidade que crise era algo que o time não sabia nem o que era. Até porque a pedra no sapato, que é ganhar a Champions League com mais constância, como querem seus dirigentes, é algo que incomoda, claro, mas normalmente a eliminação acontece quando o título alemão já está iminente. A história agora é diferente, como mostra a entrevista desta segunda-feira de Arjen Robben, falando sobre a situação do clube.

LEIA TAMBÉM: Após pressão de clubes, Uefa se rende e Champions League adota VAR para a temporada 2019/20

Nesta temporada, 2018/19, o clube bávaro é o segundo colocado depois de seis rodadas, atrás do Borussia Dortmund. A diferença é pequena, um ponto, mas com dois tropeços consecutivos, empate com o Augsburg e derrota para o Hertha Berlim, os jogadores passaram a ser questionados de forma pouco usual: se o time está em crise. Robben foi perguntado sobre isso, assim como o técnico Niko Kovac.

“Augsburg e Hertha foram eficientes. Nós tivemos chances o suficiente, mas não fomos capazes de marcar mais gols”, afirmou o holandês. “Não vamos fazer as coisas mais difíceis do que são. Nós não devemos cair nessa conversa e acreditar que estamos em crise. Se nós vencermos os próximos dois jogos [contra o Ajax, na Champions League, e Borussia Mönchengladbach, na Bundesliga], as coisas parecerão diferentes novamente. Nós precisamos começar uma nova série de vitórias de amanhã em diante”, disse ainda o jogador.

A justificativa de Robben tem algum embasamento em números. O Bayern chutou um total de 39 vezes nas últimas duas partidas na Bundesliga. Apenas 12 delas acertaram o alvo. Por isso, o técnico do Bayern, Niko Kovac, disse que o time precisa ser mais implacável no ataque. “Não é que estejamos tão mal que nós temos que questionar tudo agora”, disse o treinador. “Nossa aspiração é vencer as próximas duas partidas. Nós somos otimistas calculados e realistas e eu já posso dizer que nós não iremos perder as próximas 10 partidas seguidas”.

“Eu estou aqui por três meses e nós temos praticado chutes regularmente. Às vezes eu gostaria que a bola apenas passasse a linha, mas nós temos qualidade e eu confio nos meus rapazes”, continuou Kovac. O time tem o desafio de enfrentar o Ajax em casa nesta terça-feira, às 16h (horário de Brasília). Depois de ter vencido o Benfica na estreia jogando em Lisboa, uma vitória contra o Ajax coloca o time em uma ótima colocação pensando em classificação.