Ver a união entre duas torcidas em um mesmo estádio é algo bastante raro no futebol. O Böllenfalltor, no entanto, produziu esta cena de beleza rara em uma situação extrema nesta quarta. Darmstadt e Kaiserslautern faziam jogo importante pela segunda divisão alemã. Empatavam por 0 a 0, quando a partida precisou ser cancelada durante o intervalo. Técnico dos Diabos Vermelhos, Jeff Strasser teria sofrido um problema cardíaco (ainda não confirmado, apesar de diferentes fontes na imprensa alemã) e precisou sair de ambulância do estádio, encaminhado diretamente ao hospital. Diante da notícia, os torcedores de ambos os lados das tribunas se juntaram em uma só voz, aplaudindo e cantando You’ll Never Walk Alone em apoio ao treinador. Hino entoado pelos anfitriões alviazuis e acompanhado pelos três mil visitantes do Kaiserslautern presentes no local, em momento reconfortante também para os jogadores.

Em suas redes sociais, o Kaiserslautern aproveitou para exaltar o gesto. Agradeceu os espectadores de ambos os lados: “Queridos torcedores do Kaiserslautern e do Darmstadt, nós gostaríamos de agradecer sua grande compreensão, a grande resposta e as reações muito comoventes no estádio hoje. Obrigado a todos pelos muitos desejos de recuperação que chegaram a nós através de todos os canais”. Os Diabos Vermelhos também confirmaram o “incidente médico” e declararam que Strasser está sob cuidados médicos. À revista Kicker, um porta-voz de clube declarou que o comandante foi levado consciente ao hospital e que não há risco de morte.

A cena lembrou, de certa forma, o que aconteceu no Signal Iduna Park há dois anos. Um torcedor do Borussia Dortmund também sofreu uma parada cardíaca no estádio. Durante o segundo tempo, veio a notícia de seu falecimento. Os aurinegros passaram os minutos finais em silêncio, quebrando o luto apenas para entoar a canção e dizer que o companheiro nunca andará sozinho. Desta vez, o apoio foi maciço. Os espectadores cantaram o clássico durante o retorno dos jogadores ao campo, saudando as tribunas após a confirmação do cancelamento.

Ao contrário de outros episódios do tipo no futebol, aliás, a arbitragem e os dirigentes da Bundesliga tomaram uma atitude exemplar. Suspenderam a partida, diante da óbvia falta de condição mental dos jogadores. Em seu twitter, o Darmstadt escreveu: “Fique bem logo, Jeff Strasser! Por mais que a gente ame o futebol, há coisas muito mais importantes na vida”. Presidente dos alviazuis, Rüdiger Fritsch também reiterou os votos para que o treinador adversário se recupere bem. Além disso, outros clubes se manifestaram nas redes sociais, de diferentes divisões do Campeonato Alemão.

Aos 43 anos, Jeff Strasser assumiu o Kaiserslautern nesta temporada. Ex-zagueiro, fez uma sólida carreira no futebol francês e no alemão. Começou no Metz, passou pelo Kaiserslautern na virada do século e também teve bons momentos do Borussia Mönchengladbach. Além disso, o veterano possui a honra de ser um dos maiores jogadores da história da seleção de Luxemburgo, recordista em partidas, com 98 jogos e 17 anos de serviços prestados ao país. Aposentado em 2010, logo iniciou a sua carreira de técnico, treinando por sete temporadas o Fola Esch e conquistando o bicampeonato luxemburguês.

Por seu histórico como jogador, Strasser alinhou o seu retorno ao Kaiserslautern nesta temporada. Entretanto, o treinador vinha sofrendo grande pressão no cargo. Decaindo ano a ano na segundona alemã, os Diabos Vermelhos são lanternas absolutos nesta temporada, com apenas 12 pontos em 18 rodadas, a sete de sair da zona de rebaixamento direto. A partida contra o Darmstadt marcava exatamente um confronto direto e teria peso no futuro do comandante, considerando as perspectivas na competição. O esportivo, contudo, se torna algo completamente supérfluo depois do ocorrido. E os desejos gerais são de uma boa recuperação ao treinador.