Apesar de todo o luto que envolve o futebol sul-americano neste momento, o Campeonato Venezuelano viveu o seu desfecho nesta quarta. Deportivo Táchira e Zulia disputaram a decisão do Torneio Clausura. Ambos os clubes se solidarizaram com a situação e prestaram tributos à Chapecoense. Houve um minuto de silêncio, enquanto balões verdes e brancos se espalharam pelo estádio em San Cristóbal. Jogadores utilizaram braçadeiras negras e várias faixas com mensagens de apoio foram exibidas. Já o gesto mais bonito veio do técnico do Táchira, Carlos Maldonado, ex-meio-campista da seleção venezuelana. O treinador utilizou a camisa da Chapecoense.

Quando a bola rolou, a vitória do Deportivo Táchira não adiantou muito. Os aurinegros bateram os visitantes por 2 a 0, revertendo o placar do primeiro jogo da final. Nos pênaltis, o Zulia garantiu a taça, com o triunfo por 7 a 6. Foi o primeiro título do clube no Campeonato Venezuelano. O Zulia já havia vencido a Copa da Venezuela em 2016 e estará na próxima edição da Copa Libertadores da América.

tach