O Hoffenheim estava na vice-lanterna do Campeonato Alemão quando Huub Stevens, 61 anos, antecipou sua aposentadoria por problemas de saúde. À beira do precipício, o clube decidiu arriscar: escolheu Julian Nagelsmann, de apenas 28 anos, para comandar a equipe, o técnico mais jovem da história da Bundesliga. E Nagelsmann não decepcionou. Evitou o rebaixamento com sete vitórias nas últimas 14 rodadas e está bem posicionado para se classificar à próxima Champions League. Por esses feitos, foi eleito o melhor treinador de 2016 pela Federação Alemã.

LEIA MAIS: Dois grandes negócios, Bayern anuncia as chegadas de Süle e Rudy para 2017/18

O prêmio tem oito anos de tradição e costuma destacar o trabalho de revelações. Já celebrou Horst Hrubesch, Thomas Tuchel, Hermann Gerland, Christian Streich, Norbert Elgert, Maren Meiner e Markus Kauczinski. “Nagel é um grande exemplo dos jovens treinadores talentosos que temos na Alemanha. Os resultados falam por si. Há muito a sugerir que Julian Nagelsmann tem uma grande carreira como treinador pela frente”, afirmou o diretor-esportivo da Federação Alemã, Horst Hrubesch.

O Hoffenheim está em quarto lugar na Bundesliga, a última posição que classifica para a Champions League, com 45 pontos, cinco a mais que o quinto colocado, o Hertha Berlim. Sua equipe tem a segunda melhor defesa do torneio, com apenas 25 gols sofridos, atrás apenas do Bayern de Munique (13) e o terceiro melhor ataque, com 46 tentos marcados. Nesse quesito, perde para os bávaros (61) e para o Borussia Dortmund (54). Foi derrotado apenas duas vezes na atual edição da liga alemã, para o RB Leipzig e para o Wolfsburg. O primeiro revés saiu apenas em 28 de janeiro, na 18ª rodada. O que o impede de alçar voos mais altos é o número de empates: são 12 em 25 rodadas.

Com história nas categorias de base, Nagelsmann também recebeu o prêmio pelo seu trabalho com jovens, como o zagueiro Niklas Süle, de 21 anos, que estreou na seleção alemã no meio do ano passado e já foi vendido para o Bayern de Munique. O Hoffenheim tem o nono time mais jovem da Bundesliga, com idade média de 25,5 anos. Além de Süle, jovens como os meia-atacantes Nadiem Amiri, 20 anos, e Kerem Demirbay, 23, e o lateral esquerdo Jeremy Toljan, 22, têm atuado bastante e contribuído para a ótima campanha do clube.

Nagelsmann teve a carreira abreviada por causa de uma séria lesão no joelho. Estudou negócios, mas seu ramo era mesmo o futebol. Começou a trabalhar com Thomas Tuchel, no Augsburg, antes de aceitar uma proposta do Hoffenheim, em 2010. Passou pelo sub-16, pelo sub-19 e, aos 25 anos, compôs a comissão técnica interina que tocou o time depois da saída de Markus Babbel. Chegou a ser abordado pelo Bayern de Munique, admira Guardiola e Arsène Wenger e recebeu o apelido de “Baby Mourinho” do ex-goleiro Tim Wiese. E está dando apenas os primeiros passos da sua trajetória.