A Inglaterra poder ser gatinha quando as competições começam, mas é leoa nas eliminatórias. Tem longos períodos sem derrotas em sua história, e o mais recente deles terminou, nesta sexta-feira, após dez anos. A campeã mundial de 1966 perdeu, de virada, para a Tchéquia, por 2 a 1, pelas Eliminatórias da Eurocopa.

A última derrota inglesa em partidas com esse perfil foi em 10 de outubro de 2009, contra a Ucrânia, pelo classificatório da Copa do Mundo da África do Sul. Nas Eliminatórias da Eurocopa, a Inglaterra passou mais de duas edições invicto, desde aquela derrota para a Croácia, em 2007, que tirou o time do torneio do ano seguinte, e havia começado a campanha com quatro vitórias por goleada, anotando 19 gols no total.

O jogo havia começado bem para a Inglaterra, que teve um pênalti sofrido por Sterling marcado a seu favor logo aos cinco minutos. Harry Kane cobrou e abriu o placar do que se desenhava como mais uma vitória folgada dos visitantes. No entanto, no escanteio de uma linda defesa de Pickford, Jakub Brabec completou com o joelho e empatou, quatro minutos depois. O pênalti foi o único chute certo da Inglaterra no primeiro tempo.

Pickord continuou fazendo algumas defesas depois do intervalo, mas quem teve as melhores chances foi a Inglaterra. Kane, com um tapa, deixou Sterling livre dentro da área, mas Tomás Vaclik saiu na hora certa para evitar ser driblado. O jogador do Manchester City devolveu a cortesia com um belo passe para Kane, que furou na hora de tentar o desvio.

Pouco depois de Kane receber uma boa bola de Barkley e perder mais uma oportunidade muito clara, Alex Král interceptou a reposição de Pickford para Lukás Masopust, que subiu pela direita e cruzou rasteiro. Zdenek Ondrásek apareceu para completar e fez o gol da vitória tcheca.

.

.

Classificações Sofascore Resultados