Tanto o Arsenal quanto Willian começaram a Premier League de maneira animadora

O Arsenal terminou a última Premier League com sua pior campanha em 25 anos, mas havia motivos para otimismo pelo bom início de trabalho de Mikel Arteta. A estreia da nova temporada rendeu mais alguns, após uma atuação madura e dominante dos Gunners para derrotar o Fulham, por 3 a 0, em Craven Cottage, com duas assistências de Willian e boa partida do zagueiro Gabriel, ambos recém-contratados.

Arteta escalou o Arsenal novamente com três zagueiros, com o brasileiro no coração da defesa, acompanhado por Rob Holding ao seu lado direito e Kieran Tierney à esquerda. Com Bellerín na ala direita, tinha também a possibilidade de fazer uma linha de quatro, como nas saídas de bola, com os laterais bem abertos. Mohamed Elneny e Granit Xhaka estiveram no meio-campo, com Ainsley Maitland-Niles à esquerda. O ataque foi formado por Willian, Aubameyang e Lacazette.

Uma falha de comunicação entre Gabriel e Leno, após um recuo de Maitland-Niles, nos primeiros minutos, foi o único susto tomado pelo Arsenal na partida. O goleiro alemão saiu bem para abafar Aboubakar Kamara. A partir desse lance, o Fulham foi totalmente dominado pelos Gunners, confortáveis em todas as fases do jogo: defensivamente, na transição e com a posse de bola, embora essa terceira não tenha gerado tantas chances.

Em parte porque não precisou. O primeiro gol saiu cedo, antes dos dez minutos, e foi em um momento em que o Arsenal estava no campo de ataque contra um Fulham posicionado. Do meio-campo, Elneny deu o passe em diagonal. A bola passou pelo defensor e foi recolhida por Aubameyang na linha de fundo. Toque para trás, Xhaka bateu de primeira e Tim Ream furou. Willian finalizou à queima-roupa, e Marek Rodák fez a defes. O rebote, porém, sobrou para Lacazette conferir.

Willian cobrou falta no pé da trave de Rodák e, logo depois do intervalo, cobrou escanteio para Gabriel abrir sua contagem pelo Arsenal de cabeça. A segunda assistência foi um lançamento em transição que encontrou Auba livre pela esquerda. O artilheiro do Arsenal, prestes a renovar seu contrato, segundo a imprensa inglesa, dominou, entrou na área e colocou a bola no ângulo.

Sentindo falta de chances do Fulham? É que foram poucas mesmo. Leno fez apenas duas defesas, ambas em chutes despretensiosos de fora da área, de Denis Odoi no primeiro tempo e Aleksandr Mitrovic no segundo. A situação mais perigosa acabou sendo uma batida cruzada de Kamara, mas, no geral, os donos da casa foram um time muito inofensivo. Também porque Mitrovic e Anthony Knockaert começaram a partida no banco de reservas.

Não foi o adversário mais difícil para uma primeira rodada, mas você só pode enfrentar quem está à sua frente, e o Arsenal o fez com a autoridade necessária para voltar a ser um dos times mais fortes da Inglaterra, como ambiciona.

.

.