A seção ‘Conheça o jogador’ foi recriada como parte das metas do nosso Apoia.se. Desta vez, subvertendo o nome para ter uma jogadora. Graças aos nossos apoiadores, conquistamos vários objetivos e este é um deles. Seja um apoiador e nos faça cumprir ainda mais metas! Apoia.se/trivela

Campeã do Paulista e da Libertadores já em sua primeira temporada pelo Corinthians, Tamires Dias proporcionou belas assistências e mostrou que sua capacidade ofensiva é tão importante quanto sua habilidade defensiva. Destaque na Copa do Mundo da França, a lateral esquerda titular da seleção é uma das jogadoras mais talentosas do futebol brasileiro. Quem vibra com os lances da atleta dentro de campo não sabe que a própria Tamires achava que sua carreira teria fim aos 21 anos de idade — em um momento crucial de crescimento profissional.

Em 2009, ao realizar exames de rotina, descobriu estar gravida. “Eu não esperava e achava que o futebol tinha acabado para mim. E também ouvi de pessoas que meu sonho tinha acabado, que eu só ia ser mãe”, contou a jogadora. A mineira decidiu dar uma pausa no futebol para poder cuidar do filho. Como todo hiato tem um fim, Tamires voltou aos gramados definitivamente três anos e meio após o nascimento de seu filho Bernardo, para jogar no Centro Olímpico de São Paulo. Sua vida não seria mais a mesma depois disso.

“Essa menina tem potencial”

Natural de Caeté, Minas Gerais, a lateral esquerda teve os primeiros contatos com a bola brincando com os irmãos e amigos na pequena cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. Aos 11 anos, um episódio marcou a vida da jogadora.

“Um dia eu estava jogando bola com os meus primos em Caeté, até que um senhor me viu, o Lelé, e falou: ‘Essa menina tem potencial’. Isso aconteceu quando brincava ao lado de fora do ginásio poliesportivo”.  Depois desse dia, Tamires começou a fazer parte do time de futsal da cidade.

Seguindo o sonho, foi morar com a tia em São Paulo. Na época, defendia o Tiger quando teve a oportunidade de fazer um teste no Juventus e passou. Aos 20 anos, deu início a sua trajetória no campo, jogou pelo time paulista em 2004 e 2005. A partir de então, teve passagens pelo Santos, Charlotte Eagles (EUA) e Ferroviária.

Volta aos gramados e seleção brasileira

Quando Bernardo nasceu, Tamires optou abrir mão do futebol por um tempo e acompanhar o esposo — também jogador profissional na época. Devido a uma proposta de seu marido César, para jogar em São Bernardo, Tamires acreditou ser um bom momento para voltar a jogar, já que estava em São Paulo — local onde se concentravam as melhores oportunidades da época. Fez teste no Centro Olímpico e passou. Aos 25 anos de idade, Tamires estava de volta aos gramados.

Dois meses depois do retorno, a jogadora foi convocada para a Seleção para jogar um torneio na Suíça. Já participou da Copa América no Equador em 2014, Copa do Mundo no Canadá em 2015. Além disso, foi ouro no Pan-Americano de Toronto ainda em 2005.

A lateral também participou dos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, da Copa América do Chile no ano de 2018 e da Copa do Mundo França em 2019. Tamires possui 103 jogos vestindo a amarelinha, somando cinco gols e diversas assistências no currículo.

Tamires Dias, jogadora da seleção brasileira

Passagem pela Europa e volta ao Brasil

Após o título do Pan-Americano de Toronto em 2015, Tamires foi convidada para jogar na Dinamarca pelo Fortuna Hjorring.  Nesse período, a jogadora conquistou quatro títulos: dois Campeonatos Dinamarqueses e duas Copas da Dinamarca. A mineira permaneceu no time até o fim do seu contrato em junho de 2019.

Atualmente, Tamires joga no Corinthians e fez parte do “ano mágico” do Timão em 2019. Integrante da equipe que alcançou o recorde de 28 vitórias seguidas, a jogadora ainda foi campeã do Paulista e da América. O time ainda conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro em uma campanha quase impecável.

Individualmente, Tamires foi escolhida como a melhor lateral esquerda de 2019 no Brasileiro Feminino A-1 e também levou o título de gol mais bonito de 2019 no Brasileiro Feminino A-1. No Corinthians, tem a liberdade de jogar como meia avançada e gosta disso, relatou a jogadora em entrevista ao Diário do Nordeste.

Tamires, em quase toda entrevista concedida, faz questão de ressaltar o orgulho de ser mãe. Segundo a jogadora, não teria feito nada de diferente em sua carreira. Atualmente, com 32 anos, Tamires divide o tempo entre as tarefas de jogadora e mãe. Uma mãe que é uma das principais jogadoras do Brasil e integrante da seleção brasileira, de olho nos próximos desafios que vem pela frente.

A pandemia adiou a Olimpíada de Tóquio para 2021, mas é o próximo desafio que Tamires vai enfrentar pela Seleção. Com a cabeça erguida, como faz quando está em campo, conduzindo a bola com a sua talentosa perna esquerda. Bernardo certamente tem em Tamires uma grande mãe, mas além disso, tem um ídolo em casa, um exemplo de paixão pelo futebol que ele nunca esquecerá.

View this post on Instagram

Premiação do Brasileirão 2019 ? Efésios 3:20 ? “Aquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos ou pensamos,conforme o teu poder que atua em nós.” E o sentimento nesse momento é total de GRAAATIDÃOO. Gratidão a todos que votaram para que o meu Gol ganhasse como o Gol Mais Bonito da competição.??⚽️? Gratidão por ter ganhado como Melhor Lateral Esquerda ⚽️??? @rios @gdlsportsmarketing @duxnutritionlab @pumafootball Um ano Especial que ficará marcado pra sempre para o Futebol Feminino Brasileiro e em minha vira profissional. ???⚽️ ?: @lucasfigfoto #DeusEBotimo #Gratidao #RespeitaAsMinas #GrandesCoisaaEstaoPorVir #VaiCorinthians #AcreditaNelas #FutebolFeminino #SonhoRealizado

A post shared by Tamires Cássia Dias de Britto (@tata_dias10) on