O futebol na Índia possui uma história centenária, incentivada pela colonização britânica. Porém, o passado rico não resulta necessariamente em uma boa estrutura ou uma seleção forte. Mesmo com uma população que supera a casa dos bilhões, os indianos não têm grandes ídolos internacionais. No máximo, seus principais jogadores tiveram passagens fugazes por clubes europeus. Mas, neste fim de ano, os torcedores puderam vislumbrar o nascimento de uma estrela. Aos 18 anos, Lallianzuala Chhangte se tornou o jogador mais jovem a vestir a camisa da seleção. Mas não se contentou com isso. Em seu segundo jogo, fez dois gols. Um deles, uma verdadeira pintura, para definir a goleada por 4 a 1 sobre o Nepal.

Tudo bem que o nível da Copa do Sul da Ásia não é dos mais fortes. Mesmo assim, Chhangte chamou atenção pela personalidade. O garoto pedalou sobre a marcação e mandou a bola no ângulo, em lindo chute de fora da área. E, depois, ainda encobriu o goleiro com uma cabeçada, fechando o placar. Ofuscou ninguém menos do que Sunil Chhetri, o maior artilheiro da história da seleção, que também estava em campo. Além disso, superou o recorde como o mais jovem a fazer um gol pela Índia, que era de Baichung Bhutia – o segundo futebolista indiano a atuar profissionalmente na Europa, defendendo o Bury em 1999. Tanto Chhetri quanto Bhutia são considerados dois dos melhores jogadores da história do país.

Chhangte defende o DSK Shivajians, clube da segunda divisão do Campeonato Indiano. Só que o garoto pode sonhar alto. Sua equipe possui parceria com a academia do Liverpool, e a estreia na seleção recebeu destaque até mesmo no site dos Reds. Uma ponte para, quem sabe, chegar ao futebol europeu e motivar o desenvolvimento do esporte na Índia.

Obviamente, tudo pode não ter passado de um lampejo, e Chhangte ainda tem um longo caminho pela frente. Mas, por mais que o título possa soar exagerado, as chances de um ídolo do futebol alternativo ter surgido neste domingo são consideráveis. Em poucos segundos, o jovem atacante demonstrou que possui talento e ousadia.