Diante de uma tragédia, a imprensa tem dois papéis. Relatar o que aconteceu, como aconteceu, por que aconteceu e quem são as pessoas envolvidas no que aconteceu, dos responsáveis aos heróis, das vítimas aos enlutados. E cobrar as autoridades – do poder público e dos clubes – para que nunca aconteça novamente. Foi o que nós da Trivela e colegas em outras redações tentamos fazer ao longo de um dia dos mais tristes para o futebol brasileiro. E continuaremos a fazer. Porque, se o incêndio no CT do Flamengo nos ensina alguma coisa, é que não podemos esperar o pior acontecer para reivindicar condições melhores para meninos e meninas que perseguem o sonho de ser jogador ou jogadora de futebol.

 

O incêndio no Flamengo e a cultura da prevenção no Brasil

Estêvão Bertoni, no Nexo, traz um especialista que afirma que o Brasil ainda é falho na prevenção de incêndios e geralmente endurece medidas de segurança apenas depois de tragédias.

Testemunha e herói: segurança do Flamengo que resgatou atletas não segura as lágrimas

Cahê Mota, no Globo Esporte, conta a história do segurança do Flamengo, Benedito Ferreira, a primeira testemunha da tragédia e um herói que evitou mais mortes.

O que acontece no Flamengo ressoa no país

Na BBC, Tim Vickery tenta explicar, em inglês, a dimensão do Flamengo, às vezes perdida por quem, como nós, convive diariamente com o clube carioca. 

Incêndio e morte no CT do Flamengo, a imprensa e a perigosa pressa

Mauro Cezar Pereira, no UOL, cobra fiscalização contínua à estrutura das categorias de base e pede cautela antes de apontar dedos aos culpados.

Incêndio no Ninho do Urubu: veja quem são as vítimas da tragédia no CT do Flamengo

A equipe da ESPN produziu pequenos perfis dos dez jogadores mortos no incêndio no CT do Flamengo.

MP cria força-tarefa e não descarta pedir bloqueio de bens do Flamengo

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro criou uma força-tarefa para apurar o incêndio e garantir que as famílias receberam reparações, informam Igor Siqueira e Diogo Dantas, no jornal O Globo.