A Uefa sorteou os confrontos da repescagem das Eliminatórias da Copa na Europa. Itália, Croácia, Dinamarca e Suíça eram cabeças de chave. Os quatro confrontos definem os últimos representantes da Uefa na Copa do Mundo 2018, na Rússia. E o duelo mais pesado será entre Suécia e Itália, que é também o confronto de duas seleções mais bem colocadas no ranking.

LEIA TAMBÉM: Podcast #146: Definições nas Eliminatórias rumo à Copa do Mundo 2018

A Itália, 15ª no ranking da Fifa, terá a Suécia, 25ª, como uma dura adversária. Os italianos, tetracampeões mundiais, saíram do grupo que tinha a Espanha, que foi direto ao mundial. A Itália é das grandes seleções do mundo, talvez só comparável, em história, com Brasil e Alemanha. Só duas vezes os italianos não foram a uma Copa: em 1930, quando não foram convidados; em 1958, quando não se classificou. Só que desde que foi campeã, em 2006, a Itália sequer passou da fase de grupos em 2010 e 2014.

Os suecos nunca foram campeões mundiais, mas são figurinha carimbada em Copas do Mundo. São 11 mundiais no currículo, com a melhor participação em casa, em 1958, derrotada pelo Brasil na final. Em 2010 e 2014, o time não conseguiu se classificar. Aliás, em 2014 caiu justamente nesta fase de repescagem diante de um monstruoso Cristiano Ronaldo e a seleção de Portugal, em um duelo épico com Zlatan Ibrahimovic.

A Croácia, 18ª no ranking da Fifa, pega a Grécia, 47ª. Os gregos são os piores colocados no ranking entre os classificados. Os croatas chegaram à última Copa do Mundo também na repescagem, mas batendo a Islândia, que desta vez se classificou direto e, curiosamente, no grupo da Croácia.

A Irlanda do Norte é a 23ª no ranking da Fifa e pega o time mais bem colocado da repescagem: a Suíça, 11ª. Os suíços estavam no grupo de Portugal e acabaram não resistindo à força dos campeões europeus na última rodada, perdendo por 2 a 0 e ficando atrás no saldo de gols.

Os norte-irlandeses, que são parte do Reino Unido, não vão à Copa desde 1986, quando caíram na fase de grupos. São só três Copas no currículo, sendo a primeira, em 1958, a melhor: o time caiu nas quartas de final, derrotada pela França. Em 1982 e 1986, os norte irlandeses conseguiram classificações consecutivas para mundiais e nunca mais repetiram o feito. Fará contra a Suíça um duelo de defesas: os dois times só sofreram seis gols em oito jogos.

A Irlanda, 26ª no ranking, pega a Dinamarca, 19ª. Um duelo que também deve ser bem interessante, mas neste caso por oposição. A Dinamarca não esteve em 2014 e sua última participação foi em 2010. Fez uma campanha interessante, com oito jogos, quatro vitórias, dois empates e duas derrotas, com 13 gols marcados e seis sofridos. Já a Irlanda é o posto do volume ofensivo: em oito jogos, três vitórias, quatro empates e só uma derrota. A defesa é sensacional: só cinco gols sofridos. O ataque, porém, também é econômico: sete gols em oito jogos.

As partidas serão em dia e volta. O primeiro jogo será entre os dias 9 e 11 de novembro e o segundo entre os dias 12 e 14 de novembro. A Uefa ainda definirá os dias específicos de cada confrontos.

Croácia x Grécia

Suécia x Itália

Irlanda x Dinamarca

Irlanda do Norte x Suíça


Os comentários estão desativados.