Daniel Sturridge não é mais jogador do Trabzonspor. Depois de apenas seis meses no clube turco, as duas partes rescindiram amigavelmente o contrato que tinha validade de dois anos. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (2) e pegou todo mundo de surpresa.

Depois de uma última temporada de lesões no Liverpool, Sturridge acertou no ano passado sua ida para a Turquia. O Trabzonspor apostou no talento do inglês e, enquanto teve ele em campo, colheu frutos. Foram sete gols e quatro assistências em 16 jogos, número muito bom para alguém que tanto sofre com lesões. O problema é que… bom, Sturridge sofre muito com lesões.

Entre recondicionamento físico pelo tempo parado e lesões que teve na atual temporada, Sturridge acumulou oito períodos de recuperação forçada por problemas físicos, desde problemas de pancada até uma série de lesões musculares, passando também por virilha e dedo do pé.

Em seu comunicado, o Trabzonspor não oferece detalhes da causa da rescisão, embora, ao menos pelo lado do clube, faça sentido que as lesões tenham atrapalhado. Assim informou o clube sobre a ruptura de contrato: “O contrato assinado entre nós e nosso jogador profissional Daniel Andre Sturridge, datado de 21/08/2019 e com fim em 31/05/2021, foi mutuamente encerrado. Em acordo com a terminação do contrato, o jogador abriu mão de todos seus direitos e créditos a receber”.

Sturridge teve uma carreira curiosa, começando como promessa no Manchester City, sem despontar como o esperado. Foi ao Chelsea, onde também não se destacou como grande atacante. A transferência em 2013 para o Liverpool, no entanto, mudou tudo, e o jogador desandou a fazer gols. Infelizmente, sofreu com lesões que impediram a continuidade de sua influência inicial em um clube que voltou à primeira prateleira do futebol mundial nos últimos anos. Pelos Reds, foram 60 gols marcados em 160 jogos por todas as competições.

Agora, seu futuro está indefinido. Sturridge tem apenas 30 anos, mas a impressão é de que as portas para grandes clubes europeus já se fecharam. A própria transferência para o Trabzsonpor no início da temporada indicava isso. No entanto, o atacante tem nome suficiente para uma mudança importante a outros centros, como a MLS, que deu pontapé inicial à sua temporada no último fim de semana e tem a janela de transferências aberta até 1º de maio.