A Inglaterra conseguiu uma vitória bastante marcante na segunda rodada das Eliminatórias da Eurocopa. Depois de golear a Tchéquia por 5 a 0 na estreia, na sexta-feira, a Inglaterra foi até Podgorica e também goleou Montenegro, desta vez por 5 a 1. E olha que os donos da casa saíram na frente. Além da goleada, outra coisa se repetiu na partida: a boa atuação de Raheem Sterling. O jogador do Manchester City fez um gol e deu uma assistência, enquanto outros dois jogadores brilharam também: Ross Barkley e Callum Hudson-Odoi.

MAIS ELIMINATÓRIAS DA EUROCOPA

Hudson-Odoi, aliás, foi titular pela primeira vez pela seleção inglesa. Curiosamente, ele foi titular pela seleção do seu país antes de conseguir um jogo como titular no seu clube, o Chelsea. O jogador foi especulado no Bayern de Munique, que efetivamente fez proposta para contratar o jogador, de 18 anos. O ponta fez um bom jogo, com uma assistência e boa participação vestindo a camisa 11.

Só que o primeiro gol foi marcado por Montenegro. Marko Vesovic fez jogada individual, passou pela marcação e chutou colocado, no canto: 1 a 0, aos 17 minutos. Aos 30 minutos, o empate veio. Cobrança de falta de Barkley para a área e o zagueiro Michael Keane marca, igualando o placar em 1 a 1. Logo depois, Hudson-Odoi recebeu pela esquerda, driblou e pareceu chutar para o gol, com Barkley desviando no meio do caminho e marcando 2 a 1.

Já no segundo tempo, aos 13 minutos, os ingleses chegaram ao terceiro gol. Sterling fez a jogada pela esquerda, driblou, tentou o passe, a bola bateu na defesa e voltou para ele. O atacante foi à linha de fundo, tocou para trás, a bola teve um leve desvio e sobrou no meio da área para Barkley, que finalizou bem para fazer 3 a 1.

Sterling voltaria a aparecer aos 25 minutos, em um contra-ataque rápido pela direita que o atacante recebeu em velocidade, avançou e rolou para o meio, rasteiro, onde Harry Kane, o capitão, completou para o gol com tranquilidade: 4 a 1. No final, aos 36 minutos, Sterling apareceu de novo, desta vez, porém, para finalizar. Ele recebeu uma linda enfiada de bola de Jordan Henderson, que deixou o atacante à vontade para tocar de pé esquerdo e marcou 5 a 1.

Sterling chegou a 25 gols na temporada, o que vai fazendo com que o jogador seja cada vez mais um candidato a Jogador do Ano na Inglaterra. A fase de Sterling é tão incrível que são oito gols em seus últimos quatro jogos como titular por clube e seleção, incluindo aí duas tripletas. Grande fase do atacante do Manchester City.

Curiosamente, é a primeira vez que a Inglaterra marca cinco ou mais gols em dois jogos seguidos pela primeira vez desde 1984. Com Sterling de um lado e Hudson-Odoi de outro, a Inglaterra certamente tem uma boa perspectiva de futuro.

A Inglaterra não joga a próxima rodada, em junho, porque estará na disputa da fase final da Liga das Nações, uma chance de levantar um título pela primeira vez desde a Copa do Mundo de 1966. O técnico Gareth Southgate parece ganhar opções com o passar do tempo. Ainda está longe de ser um time como a França, mas já começa a ter perspectivas um pouco melhores do que os fracassos que os ingleses se acostumaram a ter.