Jaap Stam é um jogador que brilhou muito no futebol europeu nos anos 1990 e 2000. Revelado pelo Kampen, foi para o Zwolle, passou pelo Willem II e o PSV. Foi de lá que brilhou e foi para o Manchester United. Foi quando ganhou fama mundial como um dos zagueiros mais badalados. O holandês jogou pela seleção dos Países Baixos e teve muito destaque. Jogou também na Itália, por Lazio e Milan, e tem muitos elogios ao futebol italiano. Aos 47 anos, é treinador e seu último clube foi o Feyenoord, mas ele olha com carinho para o país onde jogou por cinco anos e mira um trabalho na Itália no futuro.

A Lazio que Stam jogou era forte, badalado, tinha grandes estrelas e brigava pelo título. Só que desde o scudetto conquistado antes mesmo de Stam chegar à Roma, o time não chegava tão perto da taça quanto esta temporada, 2019/20. Ao menos até a paralisação por causa da pandemia do coronavírus. Em segundo lugar, com um ponto a menos que a Juventus, o time comandado por Simone Inzaghi tem uma chance real de título.

“Não me surpreende. Eles têm trabalhado bem por anos e podem ganhar o Scudetto”, afirmou o jogador em entrevista à Gazzetta dello Sport. “Inzaghi sim, me impressionou. Todo mundo rende com ele, em todas as posições”, continuou o ex-zagueiro. Ele também elogiou o Simone Inzaghi, que foi seu companheiro de clube nos tempos de jogador. “Ele é um estrategista com ótimas ideias e caráter. Se o time está indo bem, é graças a ele”.

Contratado pelo Manchester United em 1998, ganhou tudo pelo clube inglês nos três anos que passou em Old Trafford. Em 2001, foi contratado pela Lazio por € 25,75 milhões (com correção financeira, 35 milhões). O clube italiano vivia tempos de bonança, com a conquista do scudetto na temporada 1999/2000.

O holandês também esclareceu um episódio que, segundo ele, foi exagerada. “Em 1999, eu estava no time do Manchester United contra a Lazio na Supercopa da Europa. Em uma colisão comigo, Simone Inzaghi quebrou o seu nariz e teve que sair. Todas essas histórias foram escritas sobre como eu quebrei o nariz dele, então quando eu cheguei à Lazio em 2001, a imprensa tentou dar a entender como se nós tivéssemos uma briga”, contou Stam.

“Não era verdade. Foi apenas um incidente. Eu lembro que nos primeiros dias no vestiário da Lazio, Sinisa Mihajlovic e Alessandro Nesta zombavam Simone constantemente. ‘Cuidado, Stam está aqui’. Era divertido”, continuou o ex-zagueiro.

“Eu gostei do meu tempo na Lazio. Eu sempre desafiava Mihajlovic a competir em cobranças de falta nos treinos, mas ele sempre ganhava. Eu desejo a ele tudo de bom”, disse o ex-zagueiro e atual treinador, tal qual Mihajlovic, que se recupera de uma leucemia.

Ida para o Milan

Depois de três temporadas pela Lazio, Stam se transferiu para o Milan por € 10,5 milhões. Só que os rubro-negros de Milão não eram a única opção para o jogador. Contudo, ele foi seduzido pela ideia de jogar pelo mesmo clube dos holandeses dos anos 1980 e 1990.

“A Juventus e a Inter me queriam, mas eu escolhi os rossoneri sem pensar duas vezes”, declarou. “Eu cresci com [Marco] van Basten, [Ruud] Gullit e [Frank] Rijkaard, eu não poderia recusar a oferta”.

“O Milan foi o melhor time pelo qual joguei, junto com o Manchester United. É impossível escolher entre eles”, afirmou o ex-jogador, de 47 anos. “Eu amo o futebol italiano, seu modo de viver e entender o esporte. Eu fiquei três anos na Lazio, então outros dois com o Milan, então eu tive muita diversão”.

“Se houvesse uma oportunidade para treinar na Serie A, eu abraçaria. Eu não sou um desses técnicos que só quer trabalhar nos maiores clubes, já que eu amo construir algo desde os fundamentos. Eu tive algum contato com os clubes antes que o mundo inteiro parasse por causa do coronavírus, mas a saúde vem em primeiro lugar”.

Stam conquistou a Tríplice Coroa pelo Manchester United, em 1998/99, e quase conseguiu novamente o título europeu com o Milan, em 2005, em Istambul. O Milan vencia por 3 a 0 no primeiro tempo, mas sofreu o empate no segundo tempo e acabou perdendo o título nos pênaltis para o Liverpool.

“Aquilo foi um pesadelo. Eu conquistei a Tríplice Coroa com o Manchester United em 1999, mas as pessoas me perguntam o que aconteceu no intervalo com o Liverpool. As histórias estão circulando por anos, todas elas falsas. Carlo Ancelotti nos disse para manter a guarda alta, mas nós sofremos três gols em seis minutos e nunca nos recuperamos disso”, contou o ex-zagueiro.

Seleção italiana

Stam trabalhou com Roberto Mancini, que foi seu técnico no tempo de Lazio e levou o clube ao título da Copa da Itália em 2003/04 e acredita que a seleção italiana está em boas mãos com ele. “Roberto era jovem, mas ele nos entende”, afirmou. “Nós todos os seguimos. Agora, ele tem uma seleção jovem e de grande qualidade. É uma pena que a Eurocopa seja adiada, mas a Itália está segura com ele”.