O Benfica garantiu no fim de semana passado seu 37º título da Primeira Liga, se isolando à frente do segundo maior vencedor, Porto, com 28. Os azuis tinham neste sábado (25) sua última oportunidade de atualizar a sala de troféus nesta temporada, na Taça de Portugal, mas encontraram pela frente o mesmo algoz da final da Taça da Liga e deixam 2018/19 zerados. Aqui, como lá, o Sporting levou o caneco após vitória nos pênaltis: 4 a 3, após o 2 a 2 com bola rolando no Estádio de Honra.

Depois de início melhor do Sporting, com três chances de gol, o Porto chegou a balançar as redes com Marega, mas o malinês estava impedido, e, com ajuda do VAR, o tento foi anulado. Aos 41 do primeiro tempo, em cobrança de falta levantada na área por Alex Telles, Héctor Herrera pegou a sobra e cruzou para Tiquinho Soares abrir o placar de cabeça. Na comemoração, o brasileiro fez homenagem a Iker Casillas, exibindo a camisa do goleiro – o espanhol se afastou dos gramados depois de sofrer um enfarte em treino do Porto neste fim de temporada.

A festa dos dragões durou pouco. Quatro minutos depois, antes do intervalo, Gudelj começa a jogada, deixa para Acuña, que cruza para Bruno Fernandes bater forte, da entrada da área, contando com desvio de Danilo Pereira para mandar no canto direito do goleiro brasileiro Vaná – gol contra de Pereira.

O segundo tempo foi de grande volume de chances para o Porto, mas nenhuma delas convertida em gol. As equipes então foram para a prorrogação, e aí o dedo do técnico do Sporting, Marcel Keizer, fez a diferença. Bas Dost, que havia entrado aos 29 do segundo tempo, aproveitou corte sem sucesso da defesa para completar cruzamento de Acuña e fazer 2 a 1 para os Leões.

O jogo parecia se encaminhar para vitória do Sporting com a bola rolando, mas, nos acréscimos da prorrogação, o zagueiro brasileiro Felipe foi protagonista na área adversária, completando jogada aérea para empatar de cabeça em 2 a 2 e levar a disputa para os pênaltis.

Tiquinho Soares e Danilo Pereira converteram as primeiras cobranças do Porto, enquanto Bas Dost mandou a primeira do Sporting no travessão. Entretanto, Pepe imitou o holandês, dando a chance dos Leões encostarem. Bruno Fernandes, Jérémy Mathieu, Raphinha, Coates fizeram para o Sporting, enquanto o goleiro Renan pegou a última cobrança do Porto, de Fernando Andrade. Por fim, Luiz Phellype deixou o seu e deu a vitória por 5 a 4 nas penalidades aos sportinguistas.

A temporada termina extremamente decepcionante para o Porto. O clube chegou a abrir sete pontos de vantagem para o Benfica em janeiro antes de ser ultrapassado e ver o rival levar o Campeonato Português na última rodada. Na Taça da Liga, perdeu nos pênaltis para o Sporting, feito repetido neste sábado. Nem mesmo o gol heroico de Felipe pôde impulsionar os azuis à vitória.

Mais do que isso, a derrota deste sábado representa a sétima em disputas de pênalti desde 2014 aos comandados de Sérgio Conceição, com as quatro últimas delas sendo justamente contra o Sporting, que parece ter aprendido como entrar na mente dos portistas quando a bola está na marca da cal.

Taça da Liga 2017/18: Nos pênaltis, Sporting elimina Porto na semifinal.

Taça de Portugal 2017/18: Nos pênaltis, Sporting elimina Porto na semifinal.

Taça da Liga 2018/19: Nos pênaltis, Sporting derrota Porto na final.

Taça de Portugal 2018/19: Nos pênaltis, Sporting derrota Porto na final.

Aos Leões, o triunfo é um desfecho mais positivo do que a torcida podia esperar em relação ao último verão europeu. O período entre temporadas foi de muita bagunça nos bastidores, com diversos jogadores rescindindo seus contratos em meio à confusão com o presidente, que chegou a envolver agressão de torcedores aos atletas. Apesar da debandada de Rui Patrício, Gelson Martins e William Carvalho, alguns dos nomes que à época pareciam estar de saída, como Bas Dost e Bruno Fernandes, ficaram, sendo justamente os envolvidos nos gols do triunfo deste sábado.

Duas taças numa temporada como essa não está nada mal.