A Liga Europa vive uma rodada movimentada, especialmente por aquilo que aconteceu na Rússia. Spartak Moscou e Rangers fizeram um dos jogos mais malucos da temporada europeia. Foram sete gols na partida, todos anotados antes dos 15 minutos do segundo tempo, com direito a virada no placar e dois tentos contra. A insanidade, ao menos, valeu a comemoração da torcida da casa. Os alvirrubros venceram por 4 a 3, com a participação fundamental do artilheiro Luiz Adriano, comandando o setor ofensivo de sua equipe.

O Rangers parecia pronto a surpreender na Rússia. Ficou em vantagem durante três momentos distintos da partida, mas nos três momentos cedeu a igualdade. O primeiro gol dos escoceses foi cortesia de Roman Eremenko, mandando contra as próprias redes. Lorenzo Melgarejo igualou após ótima jogada de Ivelin Popov, até que Daniel Candeias recebeu um lançamento primoroso de Jon Flanagan para anotar o segundo dos Gers. Connor Goldson, contra o próprio patrimônio, permitiu que o Spartak voltasse a responder. Ainda assim, os Teddy Bears foram ao intervalo com a vantagem, depois que Glenn Middleton aproveitou uma bola espirrada na área.

O problema para o Rangers esteve no segundo tempo. Foi quando o Spartak arrancou a virada. Luiz Adriano anotou o terceiro, de cabeça, após uma série de bolas que a defesa escocesa não conseguiu afastar direito. E logo depois já aconteceu a virada, num chute desviado de Sofiane Hanni que tomou o rumo das redes, deixando os escoceses ainda mais atordoados. Salvatore Bocchetti poderia ter anotado o quinto, mas sua cabeçada parou na trave. E nos acréscimos, o poste também negaria o empate a James Tavernier.

Os dois times permanecem no páreo pela classificação, dentro do equilibradíssimo Grupo G. O Villarreal é o líder e o único invicto, com seis pontos. Spartak e Rangers aparecem logo abaixo, com cinco. Já o Rapid Viena tem quatro, mas ainda pode sonhar. Se não possui candidatos ao título, a chave ao menos providencia emoção.


Os comentários estão desativados.