Spalletti resolveu terminar o jogo da Roma encarando um torcedor do Crotone que o xingava

Treinador romanista passou 40 minutos ouvindo os insultos do homem nas arquibancadas e não levou desaforo para casa

A Roma cumpriu seu objetivo sem grandes sobressaltos na Serie A. Os giallorossi abriram a rodada de domingo e derrotaram o Crotone por 2 a 0, gols de Radja Nainggolan e Edin Dzeko – que ainda perdeu um pênalti quando o placar estava zerado. O grande personagem dos romanistas, no entanto, foi o técnico Luciano Spalletti. E por uma cena bastante inusitada: o comandante passou alguns instantes, durante os acréscimos finais, de costas para o campo. Mas não era nenhum protesto. Ele queria mesmo encarar um torcedor do Crotone presente nas arquibancadas do Estádio Ezio Scida, que gastou a voz o insultando.

“Eu estava apenas tentando assistir ao jogo e não incomodar ninguém. Um homem ficou gritando comigo durante 40 minutos, atrás do banco. Então, eu simplesmente resolvi facilitar para ele e fiquei à disposição, olhando-o na face, já que ele tinha uma necessidade irresistível de me xingar. Se você vai me insultar, você também precisa fazer isso na minha cara”, afirmou Spalletti, com um sorriso no canto da boca.

A vitória recolocou a Roma na segunda posição da Serie A, dois pontos à frente do Napoli. Além disso, os giallorossi contaram com o retorno de Mohamed Salah ao time titular, após disputar a Copa Africana de Nações. O egípcio contribuiu com duas assistências e se mostrou pronto para a sequência do clube. Motivos para Spalletti sorrir não faltam. Mas, com o dia ganho, ainda deu para mostrar que não tem sangue de barata.