O Southampton, da Championship, segunda divisão inglesa, proibiu a entrada de torcedores com vuvuzelas no seu estádio, o St. Mary, para a próxima temporada. O instrumento ganhou popularidade na Copa do Mundo da África do Sul e causou polêmica antes, durante e continua causando após o fim da competição.

“A decisão de proibi-las foi no interesse do melhor para todos”, diz comunicado do clube que anuncia a medida. “Vuvuzelas são parte da tradição das partidas de futebol jogadas na África do Sul, mas ele não serão parte do jogo no St. Mary nessa temporada”.

A medida do Southampton segue outros clubes da Championship que também fizeram a proibição, como Ipswich, Cardiff e Leicester. A Football League, gestora do campeonato, afirmou à rádio BBC que a decisão em relação às vuvuzelas ficará com cada clube, individualmente.