Em um jogo monótono, o Milan foi derrotado pelo Zenit em casa por 1 a 0 na última rodada da Liga dos Campeões. Já classificado como segundo colocado no Grupo C, o time entrou em campo sem alguns dos seus titulares, poupados. E com os dois times sem muitos objetivos na partida, foram poucas chances de gols criadas e um ritmo lento no campo.

O gol do Milan saiu em um lance atrapalhado da defesa rossonera. Danny fez a jogada e tentou tocar para trás, a bola sobrou para Ambrosini tirar, mas ele tirou mal. Danny girou e bateu para fazer 1 a 0 para os russos.

Apesar de estar perdendo, o Milan não mudou a sua postura. O Zenit sim. O time se fechou e chamou o Milan para o campo de defesa. Sem muita disposição, o time da casa tinha posse da bola e tentava o empate, mas com aquela preguiça de quem tenta pegar o controle remoto que caiu no chão sem sequer levantar da cama.

A entrada de Robinho deu alguma velocidade ao time, mais ainda quando El Shaarawy foi tirado do conforto do banco. Foi em um lance pelo meio que quase o Faraó empatou o jogo, girando dentro da área e chutando de pé esquerdo.

No fim, vitória do Zenit, que vai à Liga Europa, uma vez que termina em terceiro no grupo C, com sete pontos, contra cinco do Anderlecht, que fica na lanterna. O Málaga acabou como líder do grupo, com 12 pontos, seguido pelo Milan, com oito.

MILAN 0X1 ZENIT

MilanChristian Abbiati; Mattia De Sciglio, Francesco Acerbi, Cristián Zapata e Djamel Mesbah (Robinho, 20’/2T); Mathieu Flamini (Stephan El Shaarawy, 36’/2T), Massimo Abrosini e Urby Emanuelson; Bojan Krkic (Andrea Petagna, 46’/2T), Kevin-Prince Boateng e Giampaolo Pazzini. Técnico: Massimiliano Allegri
Zenit
Vyacheslav Malafeev; Aleksandr Anyukov, Bruno Alves, Nicolas Lombaerts e Tomás Hubocan; Igor Denisov, Axel Witsel e Roman Shirokov (Maksim Kanunnikov, 43’/2T); Sergei Semak (Michael Lumb, 46’/2T), Danny e Hulk (Konstantin Zyryanov, 35’/2T). Técnico: Luciano Spalletti
Local: Estádio San Siro (Milão-ITA)
Árbitro: Tony Chapron (FRA)
Gols: Danny, 35’/1T (Zenit)
Cartões amarelos:  Mathieu Flamini, Robinho (Milan), Nicolas Lombaerts, Hulk, Bruno Alves (Zenit)
Cartões vermelhos: Nenhum