O Marakana possui as suas armadilhas e fez vítimas na Champions League desde a temporada passada. Porém, não seria o Tottenham a se enroscar nelas. Buscando sua recuperação, a equipe de Mauricio Pochettino conquistou uma vitória confortável diante do Estrela Vermelha em Belgrado. Os Spurs golearam por 4 a 0 e tiveram, outra vez, Son Heung-min como principal figura da noite. O sul-coreano balançou as redes duas vezes e não comemorou os gols, aproveitando a ocasião para pedir desculpas a André Gomes, após a entrada que ocasionou a grave lesão sofrida pelo português no último final de semana.

Não era a partida mais dominante do Tottenham, mas a equipe conseguia se impor sobre o Estrela Vermelha, apesar da pressão inicial dos sérvios e de uma grande defesa de Paulo Gazzaniga. Os ingleses abriram o placar aos 34 minutos. O lance do primeiro gol, aliás, pareceu inacreditável. A confusão dentro da área contou com duas bolas na trave e uma salva quase em cima da linha. Demorou até que Giovani Lo Celso tivesse um pouco mais de precisão e acalmasse as coisas com a bola nas redes. Antes do intervalo, Gazzaniga faria milagre para evitar o empate. Buscou no cantinho a batida de Rajiv van la Parra, antes de ver Davinson Sánchez quase marcar contra na sobra, em desvio que só parou no travessão.

Son já era um dos mais ativos no ataque do Tottenham, até começar a resolver no segundo tempo. Seu primeiro gol veio aos 12 minutos, a partir de um contra-ataque puxado por Tanguy Ndombélé. Dele Alli rolou e o sul-coreano não desperdiçou. Diante da câmera da transmissão, ele mostrou as mãos espalmadas e depois as juntou em forma do oração. Um claro pedido de desculpas, depois da cena dramática ocorrida na partida contra o Everton pela Premier League.

“Não queria comemorar porque meu desejo é respeitar a situação. Foram dias muito, muito difíceis. Sinto muito pelo acidente, mas eu preciso me concentrar no time. Desejo que André melhore logo”, declarou Son, depois da partida. Vale ressaltar que os próprios jogadores do Everton procuraram o atacante para consolá-lo no Goodison Park, sem ver algo intencional no carrinho que provocou a fratura em André Gomes.

Son ampliaria quatro minutos depois no Marakana, também sem comemorar. Danny Rose avançou pela esquerda e fez o cruzamento para o sul-coreano escorar. Mesmo com a partida definida, o Tottenham permaneceu criando mais lances perigosos. O quarto gol sairia aos 40, para fechar a contagem. Com um passe de Ryan Sessegnon, que substituíra Son, Christian Eriksen bateu prensado e venceu o goleiro. O Estrela Vermelha ainda terminou o jogo com dois jogadores a menos, lesionados após as três substituições já terem sido realizadas.

O Tottenham fica em uma situação mais confortável no Grupo B após a vitória. Ocupa a segunda colocação com sete pontos, quatro a mais que o Estrela Vermelha. A liderança é do Bayern, com 12. Antes do reencontro na Allianz Arena, os Spurs tentarão definir sua classificação contra o Olympiacos, em Londres.

Classificações Sofascore Resultados