O técnico do Manchester United, o ídolo Ole Gunnar Solskjaer, falou sobre a importância de construir um elenco que tenha personalidade, mas que pense no time acima de tudo. Ele deixou no ar que havia problemas deste tipo na temporada 2018/19, quando ele assumiu, começou bem e viu o desempenho cair. Disse que prefere ter um elenco com jogadores faltando do que ter uma “maçã podre”.

Vale lembrar que o técnico fez muitas mudanças no elenco do Manchester United. Saíram Alexis Sánchez, emprestado à Inter de Milão, Romelu Lukaku, outro que rumou à Inter, e Chris Smalling, que foi emprestado à Roma. Chegaram Harry Maguire, que se tornou rapidamente capitão do time, Bruno Fernandes e Odion Ighalo, todos rendendo bem nos seus inícios de carreira no clube.

“Prefiro ter um buraco no meu elenco a ter um babaca”, afirmou o treinador, em entrevista ao United We Stand, uma revista independente exclusiva sobre o Manchester United. “Personalidade é muito importante. Nós somos um time em um ambiente de time. Você quer que os jogadores tenham um pouco de ego, mas precisam ser capazes de se adaptar”, continuou Solskjaer.

Solskjaer assumiu o comando do time ainda na temporada 2018/19, em dezembro de 2018, quando José Mourinho foi demitido. O início foi avassalador, tanto na Premier League quanto na Champions League, eliminando o PSG de forma dramática. Tudo isso levou a uma empolgação enorme, o técnico, que era interino até o fim da temporada, se tornou permanente, ganhou contrato e… Tudo ruiu. O time desandou, não conseguiu ir para a Champions League e o time não empolgou.

“Em março de 2019, os jogadores estavam fisicamente cansados, mentalmente cansados e nós tivemos lesões. Os jogadores começaram com pensamento negativo, enquanto agora temos pensamento positivo”, continuou o treinador. “Houve outras coisas que eu não gostei no ano passado, alguns interesses pessoais que não podiam ser tratados até o verão [final da temporada]”, explicou.

“Sempre haverá jogadores que querem jogar mais no futebol, mas para um time ser bem sucedido, os jogadores precisam estar disponíveis em diferentes momentos. Eu sinto que neste grupo nós não temos uma maça podre”, contou o treinador norueguês.

“Quando nós vencemos, tudo é fácil. É quando você passa por momentos difíceis que você vê quem você quer e quem tem a mentalidade certa”, afirmou ainda Solskjaer. “Nós não vimos isso até depois de Paris, quando tivemos uma má fase. Foi quando eu vi que eu poderia construir um elenco de sucesso a longo prazo. Você precisa de alguns egos no futebol, mas precisa ser colocar o time à frente”, descreveu o técnico. “Eu poderia ver mais e mais no fim da temporada o que nós precisávamos melhorar”.

O Manchester United estava em quinto lugar quando a Premier League parou pela pandemia da COVID-19. A competição deve voltar a ser disputada em junho.