A eliminação do Manchester United na Liga dos Campeões gerou alguns questionamentos. Seria dificílimo segurar Lionel Messi em suas atuações inspiradas contra os Red Devils, não há dúvidas. De qualquer maneira, esperava-se que o time de Ole Gunnar Solskjaer desse mais trabalho aos blaugranas – ainda mais depois da classificação histórica nas oitavas de final, alcançando o milagre contra o Paris Saint-Germain. Não foi o caso. A derrota em Old Trafford não ajudou e o Camp Nou se mostrou um terreno ainda mais duro aos mancunianos. E até mesmo o treinador mantém o seu tom crítico ao avaliar o momento.

Embora o Manchester United possua um elenco bastante caro, o nível de atuação de muitos atletas não corresponde a estas etiquetas. Desta maneira, Solskjaer apontou que o revés na Champions pode ter sido um “choque de realidade” necessário para alguns reverem suas posturas. Soou como uma indireta a alguns astros rendendo abaixo do esperado, embora o norueguês tenha guardado elogios ao nível de trabalho empreendido pelo elenco durante as últimas semanas, o que explica sua evolução.

“Aprendi muito sobre os meus jogadores ao longo desses meses em que estou no clube. E você começa a conhecê-los. Muitos deles, tenho que dizer, realmente me impressionaram por suas atitudes. Mas há também alguns que precisam um choque de realidade sobre onde eles estão. Ainda assim, a maioria sabe que pode melhorar trabalhando, como eles têm feito”, afirmou Solskjaer, nesta sexta-feira.

Perguntado especificamente sobre o rendimento ruim de Anthony Martial, o treinador reiterou sua confiança no francês: “Falei com alguns jogadores e Anthony é um deles. Falei o que esperamos deles. Anthony tem um enorme talento, assinou um novo contrato, sabe que acreditamos nele. Então, apenas continue trabalhando. Acho que todos no United precisam entregar o esperado e tentar permanecer no time. Anthony não é diferente dos outros”.

Além disso, Solskjaer preferiu poupar o trabalho do Manchester United no mercado de transferências: “Eu sei que existem muitas críticas, mas não sei se todos esses críticos conhecem o que está acontecendo. Temos olheiros procurando bons jogadores ao redor do planeta e contrataremos aqueles que se encaixarem perfeitamente em nossas ideias, com personalidade e qualidade condizentes ao preço. Estou confiante que estamos fazendo o melhor que podemos para conseguir os jogadores certos”. Segundo a imprensa inglesa, deve haver uma mudança nas investidas a partir da próxima janela, com Solskjaer optando pela busca de promessas para formar a espinha dorsal de seu elenco.

Por fim, o comandante negou que tenha existido um relaxamento após sua confirmação de sua permanência à frente da equipe. Vê as situações como circunstanciais e foca na reta final da Premier League: “Desde que cheguei, perdemos dois jogos na liga. Logicamente, ganhamos partidas que não merecemos. Mas os jogadores sabem o que vai acontecer, o que eu espero, sabemos o que queremos fazer como clube. Isso é apenas futebol. Olhe onde estávamos em 19 de dezembro e onde estamos agora, acho que todos no clube aprovam. Agora há cinco partidas para saber se cumpriremos o objetivo”. Ocupando a sexta posição, o United está a dois pontos da zona de classificação à Champions. Neste domingo atua fora de casa, encarando o Everton em Goodison Park.