Ole Gunnar Solskjaer não costuma comentar assuntos fora do futebol. Entretanto, a urgência do momento pede isso, e o técnico do Manchester United fez um apelo aos torcedores para que fiquem em casa. Mais do que isso, deu um cutucão na política do partido conservador britânico de subfinanciamento na saúde nos últimos anos.

Em entrevista publicada pelo próprio United, Solskjaer reconheceu não ver a hora de voltar ao gramado, mas destacou a importância de cada cidadão na luta contra o coronavírus. “Estamos todos sendo pacientes, ansiosos pela volta do futebol aos estádios e na TV, mas, enquanto isso, todos temos um papel muito importante a desempenhar ao permanecer em casa, seguindo as instruções para ajudar o NHS (Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido). Se qualquer pessoa puder ser voluntária e ajudar, isso é fantástico, e é assim que salvamos vidas”, argumentou.

O norueguês não faz ideia de quando o futebol poderia retornar, mas garantiu que o United se mantém em contato constante com o governo para direcionar sua resposta à crise sanitária. Enquanto isso, os atletas têm treinado separadamente, cada um em sua casa, e alguns deles voltaram para seu país-natal para ficar próximos da família.

“Nossos jogadores têm se saído muito bem. São bons rapazes, e eu acredito neles. Eles estão em boa forma e querem melhorar. Os treinos estão indo bem. Você vê que eles são boas pessoas e você tenta incentivá-los, já que todos nós temos que nos ajustar. Alguns dos nossos jogadores têm família no exterior, e alguns deles conseguiram voltar para casa para ficar com esses familiares.”

Solskjaer reforçou a gratidão que parte da sociedade tem demonstrado aos profissionais da saúde e falou que “eles são os verdadeiros heróis agora”.

“Todos sabemos que, às vezes, nós (jogadores e treinadores de futebol) somos os heróis. Porém, neste momento, podemos ser o sistema de apoio”, afirmou. Para ele, o melhor que as estrelas do esporte podem fazer atualmente é servir de modelo para a sociedade, fazendo assim a diferença. “E podemos conseguir isso só de enviar mensagens nas redes sociais.”

Por fim, o treinador, já se desculpando pelo comentário político, fez uma crítica não tão indireta à falta de investimentos do partido conservador no NHS ao longo dos últimos anos, um tema quente que apenas se acirrou com a pandemia.

“É a mesma coisa para mim na Noruega, vendo o que está acontecendo lá. Acho que todos nós percebemos o quanto está sendo feito e não acho que devamos economizar dinheiro na saúde. A saúde é algo essencial. Desculpem-me pela mensagem política, mas isso me deixou envolvido.”

A temporada inglesa segue suspensa e sem previsão de quando irá retornar, e o curso de ação não está claro para os diferentes cenários possíveis. Atualmente, a nove rodadas do fim, o Manchester United é o quinto colocado, com três pontos a menos que o Chelsea, que ocupa o quarto lugar e é a última equipe a se classificar para a próxima Champions League.