Solskjaer culpa falta de comunicação e decisões erradas por derrota para o Basaksehir: “Não se leva gols assim neste nível”

Em um início de temporada bastante irregular, a derrota por 2 a 1 para o Basaksehir na quarta-feira (4), pela fase de grupos da Champions League, foi das piores atuações que o Manchester United teve até então em 2020/21. Sem criatividade no ataque, a equipe foi punida por o que Ole Gunnar Solskjaer define como “falta de comunicação e decisões erradas”.

[foo_related_posts]

Sempre em seu tom comedido, cuidadoso para não queimar seus próprios jogadores, o fato de que o técnico norueguês tenha afirmado que “não se leva gols assim neste nível” é o mais próximo que ele poderia chegar de culpar seus comandados. Ainda assim, insistiu que a responsabilidade era sua.

Ainda no primeiro tempo, o Basaksehir chegou a abrir 2 a 0 no placar em dois contra-ataques diante de uma defesa do United completamente exposta. No mais emblemático deles, Demba Ba teve o campo inteiro do adversário para percorrer sem problemas.

“Foi falta de comunicação e de boas decisões, você normalmente não vê esse tipo de gol neste nível (de futebol competitivo). Não deveríamos conceder gols fáceis assim, sabemos como é difícil criar chances e gols, e, quando você concede gols fáceis como os que sofremos hoje, torna tudo muito mais difícil”, lamentou.

“Obviamente, (o tento de Demba Ba) não é um gol que você normalmente sofre. Não fizemos o nosso papel, e a responsabilidade por isso é minha. Cobramos um escanteio curto, e então todo mundo se esqueceu de voltar para acompanhar os jogadores contra quem estávamos jogando, e o Demba Ba escapou por trás”, avaliou.

Questionado sobre os comentários recentes de Roy Keane de que as atuações dos jogadores poderiam custar ao técnico seu cargo, Solskjaer disse se recusar a comentar o assunto e acrescentou: “Ainda estamos no início da temporada, e as opiniões sempre existirão. É preciso permanecer forte. Sou empregado pelo clube para fazer um trabalho e o faço no melhor da minha capacidade, em conjunto com minha comissão”.

Como diversas vezes desde que assumiu o comando técnico do United no fim de 2018, Solskjaer tem um confronto importante a partir do qual pode iniciar uma reação. No sábado (7), os Red Devils viajam até Liverpool para enfrentar o Everton, quarto colocado, que faz bom início de campanha. Dar uma resposta jogo a jogo é o caminho que o treinador diz conhecer para reagir a uma fase ruim.

“Os últimos dois resultados (derrotas para Arsenal e, agora, Basaksehir) foram um soco no estômago, e a única maneira que conheço de responder, e espero que os jogadores também, é se recompor para o jogo com o Everton. Será duro, difícil, mas estou feliz que temos um jogo no sábado.”

Com uma partida a menos que a maior parte dos clubes da Premier League, o Manchester United ocupa atualmente a 15ª colocação da competição. O início ruim na liga, com três derrotas, um empate e apenas duas vitórias, era até agora de certa forma balanceado pela largada boa na Champions League, com triunfos contra PSG (2×0) e RB Leipzig (5×0). Solskjaer já não pode mais contar com isso depois do revés pouco inspirado da noite passada contra um estreante no torneio continental.