O Granada não conseguiu sustentar o início de temporada espetacular no Campeonato Espanhol, quando mirou até mesmo a liderança. A equipe perdeu o fôlego em meados de outubro e, atualmente, aparece no meio da tabela – algo já grandioso a quem voltou recentemente da segunda divisão. E a certeza de uma temporada histórica veio nesta terça-feira, pela Copa do Rei. Após 51 anos, os andaluzes voltam às semifinais da competição nacional. A classificação foi comemorada com uma vitória emocionante no Estádio Nuevo Los Cármenes: com uma atuação de gala, Roberto Soldado garantiu os 2 a 1 no placar aos 49 do segundo tempo e derrubou o Valencia – campeão do torneio na temporada passada.

O Granada não faz uma campanha tão tranquila na Copa do Rei. Pelo contrário, os rojiblancos dependeram de três prorrogações nas quatro fases anteriores, mesmo pegando sempre adversários das divisões inferiores. O Valencia seria o seu primeiro oponente da elite. E mesmo contra um time dos Ches repleto de titulares, os andaluzes arrancaram o triunfo diante de sua torcida.

Soldado começou a aparecer logo aos três minutos. Após uma roubada de bola do Granada, o centroavante arrancou da intermediária e teve espaço para chegar até a entrada da área. Então, soltou a bomba, que o goleiro Jaume Domènech não conseguiu defender. O Valencia teria seu empate anulado corretamente pelo VAR aos 13 e viu os oponentes acertarem sua trave duas vezes, até que tudo ficasse igual no marcador. Aos 40, Rodrigo Moreno completou o cruzamento de Francis Coquelin e correu para o abraço.

Já nos acréscimos do segundo tempo, o VAR outra vez seria decisivo ao Granada. O árbitro anotou um toque de mão de Jaume Costa dentro da área. Pênalti, que Soldado converteu aos 49. O centroavante só anotou seis gols nesta temporada, mas compensa com muita participatividade para criar espaços aos companheiros. Foi o que se notou nesta terça, quando produziu bem mais que os dois gols. Ainda assim, os tentos deixam o veterano em merecida evidência justo no reencontro com o Valencia, onde viveu os melhores momentos da carreira.

Esta é a quarta vez que o Granada alcança as semifinais da Copa do Rei. Sua melhor campanha aconteceu em 1958/59, quando os andaluzes terminaram goleados pelo Barcelona na decisão. Já em 1968/69, a caminhada mais recente até as semifinais terminou contra o Athletic Bilbao. Mais de meio século depois, Soldado guiou a história. A temporada inesquecível em Los Cármenes rende mais um capítulo marcante para se contar.