Existem imbecis em todos os lugares do mundo e o estádio de futebol é um ambiente onde alguns desses imbecis, não satisfeito por carregarem tal qualidade consigo, sentem uma necessidade de expressá-la, escolhendo alguém como vítima. Geralmente torcedores ou jogadores adversários, personagens irreverentes ou jogadores-símbolos de outros clubes. Os torcedores “ultras” do Bayern Munique se encaixam no primeiro perfil e Manuel Neuer, novo reforço do clube, no segundo. A relação entre eles não começou boa.

O motivo alegado é bem simples. Neuer é torcedor declarado e ídolo do Schalke 04, chorou quando o clube perdeu o título alemão para o próprio Bayern Munique em 2001 e saiu de Gelsenkirchen fazendo juras de amor aos azuis reais. Foi para os bávaros atrás de dinheiro, obviamente, e de títulos importantes, algo que dificilmente seu ex-clube ganhará nos próximos anos. Esse profissionalismo explícito não costuma ser muito aceito em alguns nichos, sobretudo os “ultras”, aqueles grupos que reivindicam ser de extrema direita e geralmente deixam marcas das confusões que arrumam em todos os lugares do mundo.

Os protestos chegaram em um nível inaceitável, a ponto desses torcedores elaborarem um código de conduta e entregarem ao goleiro. De acordo com esse “código”, Neuer está proibido de beijar a camisa do clube ou qualquer símbolo do Bayern Munique, não poderá jogar a camisa para a torcida, não poderá entoar cantos e nem se aproximar do local onde essa facção fica no estádio nos dias de jogos. Desnecessário discorrer sobre o quanto isso é absurdo e arbitrário, uma medida típica de marginais autoritários que obviamente são uma minoria na torcida bávara.

A falha cometida por Neuer contra o Hamburg, pela Liga Total Cup, piorou ainda mais a situação. O goleiro foi muito vaiado durante todo o jogo, o que fez com que alguns de seus companheiros saíssem em defesa dele publicamente. Philipp Lahm, por exemplo, disse não entender o motivo da perseguição e disse que os torcedores, quando hostilizam o goleiro, o fazem com o time inteiro. Atitude interessante de alguém que sabe que Neuer é hoje o melhor goleiro da Alemanha e poderá ser muito importante durante a temporada.

A diretoria do clube, que o contratou, também já se manifestou. O diretor esportivo, Christian Nerlinger, afirmou que 99% da torcida do Bayern Munique está com Neuer e que esses “ultras” o apoiarão em breve. Basta, para isso, que o goleiro reedite as atuações dos tempos de Schalke 04 e seja, obviamente, melhor do que Hans-Jörg Butt ou Thomas Kraft, que não passaram nenhuma confiança nos últimos anos. Essa missão, convenhamos, não será das mais complicadas.

Não basta, porém, se manifestar desta maneira, saindo com um elogio ao goleiro e evitando enfrentar o problema. A diretoria do clube precisa deixar claro quem manda por lá, mesmo que isso signifique se indispor com algumas facções da torcida que mostram querer participar de certas decisões mais do que deviam. A intimidação, nesse caso, tem como passo seguinte a violência física, e nesse ponto os imbecis já mostraram competência. Tudo bem que na Alemanha a impunidade é bem menor do que em outros países, mas há um provérbio antigo e muito sábio que afirma que “não há julgamento que conserte um nariz quebrado”. De fato, prender alguém não repararia algum dano físico sofrido pelo goleiro.

Neuer obviamente, não está alheio a tudo isso, mas evita atritos com declarações diplomáticas e afirma que está com fome de títulos. Caso eles venham (sobretudo o da Liga dos Campeões, porque a Bundesliga o Bayern Munique ganha quase todo ano), talvez ele deixe de ser ameaçado desta maneira por essa pequena manada de imbecis que infelizmente fazem parte do futebol e da vida humana. A civilização agradece.

Liga Total Cup: Borussia Dortmund vence com tranquilidade

O Borussia Dortmund mostrou mais uma vez que o título da Bundesliga da temporada passada não foi apenas uma casualidade e venceu também a Liga Total Cup, competição amistosa que fez parte da pré-temporada do clube. Na final, vitória contra o Hamburg por 2 a 0, gols marcados por Felipe Santana e Mohamed Zidan. Mais do que isso, porém, o time mostrou uma consistência semelhante à da temporada passada e os novos reforços tiveram boas atuações no torneio.

O maior destaque entre as caras novas foi Ivan Perisic, autor do gol da vitória sobre o Mainz 05 na semifinal. Jogador alto, rápido e técnico, mostrou eficiência nas finalizações e na movimentação em campo. Outro a ir bem foi Ilkay Gündogan, ex-Nürnberg, que coordenou as ações no meio e certamente será muito útil.enquanto estiver no Signal Iduna Park, pois alia habilidade, velocidade e inteligência.

Jürgen Klopp, porém, é esperto e já tratou de dizer que sua equipe não é favorita para o título em 2011/12. “Todos esperam que o Bayern Munique seja campeão”, declarou recentemente. De fato, os bávaros são fortes candidatos ao título, mas podem demorar a ter um time mais encorpado e ainda precisam se classificar para a fase de grupos da Liga dos Campeões. A tendência, porém, é que a disputa seja muito mais equilibrada do que no ano passado.