O Manchester City conseguiu a classificação à final da Copa da Inglaterra graças a um gol de Gabriel Jesus no jogo contra o Brighton, neste sábado, em Wembley. A vitória por 1 a 0 garante o time do brasileiro na decisão do torneio. O time segue sonhando com a remota, mas ainda possível, façanha de conquistar os quatro títulos da temporada. Já levou a Copa da Liga, vai decidir a Copa da Inglaterra, tem boas chances de ser campeão inglês e ainda está vivo na Champions League.

Com um calendário muito mais pesado que o rival pelo título da Premier League, o Liverpool, o técnico do Manchester City, Pep Guardiola, rodou o elenco. Benjamin Mendy, por exemplo, foi titular, algo que não acontecia desde novembro. Sergio Agüero, machucado, nem foi para o jogo.

O jogo foi decidido aos quatro minutos. Isso mesmo: Gabriel Jesus marcou de cabeça logo no início do jogo, o que poderia passar a sensação que o jogo poderia ser um atropelo. Passou muito longe disso, porque não tivemos mais gols na partida. E o Brighton acreditou até o último minuto que poderia empatar – e poderia mesmo. Só faltou criar chances claras para isso. Mas tentar, sem dúvida que o time do litoral sul inglês tentou.

O lateral Kyle Walker escapou de levar um cartão vermelho ainda no primeiro tempo, depois de uma confusão com Alireza Jahanbakhsh, em que ele tenta dar uma cabeçada no iraniano. O árbitro foi chamado para revisar a jogada pelo VAR, mas depois de olhar o lance no vídeo, decidiu manter a decisão de campo e não expulsar o jogador do Manchester City.

O Brighton, porém, sentia falta de capacidade de decidir o jogo. O time indiscutivelmente se esforçou, pareceu suar tudo que tinha para tentar o empate. Só que o esforço enorme do Brighton não foi suficiente para colocar o City em apuros, exceto quando o próprio time de Guardiola cometia algum erro – raro, apesar do jogo abaixo.

A Copa da Inglaterra é um título que Guardiola ainda não venceu e é bastante possível que vejamos o time se dedicar muito por isso. Ganhar os quatro títulos, porém, será complicado. É o que pensa Guaridola. “Minha opinião é que ninguém fez isso até agora [ganhar os quatro títulos], então por que nós poderíamos fazer? É quase impossível conseguir algo assim, essa é a verdade. Nossos torcedores virão, mais do que hoje, para a final, nós estamos perdendo jogadores todo jogo, mas ainda tentaremos fazer isso”, disse o técnico. “Eu estou feliz por estar na final, nós estendemos nossa temporada por mais uma semana e nós estamos felizes por isso”.

O Manchester City espera o vencedor de Watford ou Wolverhampton para a final, no dia 18 de maio. Antes disso, o time faz um duelo doméstico contra o Tottenham pela Champions League, a começar na terça-feira no estádio novo do clube de Londres. O Brighton, por sua vez, volta à sua realidade, de lutar contra o rebaixamento.