Faz tempo que Fábio Coentrão perdeu a moral no Real Madrid, independente de quem seja o treinador. Nas últimas quatro temporadas, contando a atual, passou uma emprestado ao Monaco e entrou em campo apenas 41 vezes com a camisa do maior campeão europeu. Os tempos em que fazia sombra para Marcelo ficaram para trás. Em um arroubo de sinceridade, o português afirmou que não está no nível para atuar no gigante espanhol e precisa sair.

LEIA MAIS: Xabi Alonso: “Joguei no maior time da Inglaterra, da Espanha e da Alemanha”

Afetado por problemas físicos nos últimos meses, Coentrão soma apenas 150 minutos de bola rolando pelo Real Madrid na atual temporada e foi titular apenas uma vez, contra o Legia Varsóvia, na Champions League, quando Zidane usou vários reservas. “Não estou em condições de jogar pelo Real Madrid. Temos que admitir nossas limitações em algum momento das nossa vidas e eu sinto que, neste momento, este clube exige um nível de desempenho que eu não tenho”, afirmou, segundo o Marca.

Mesmo na temporada que passou emprestado ao Monaco, Coentrão jogou apenas 19 partidas, 13 como titular. “Eu quero voltar ao meu melhor na próxima temporada. Tenho contrato com o Real Madrid até 2019. Então, se eles continuarem a contar comigo, perfeito, do contrário, vou escolher meu próprio caminho. Talvez voltar a Portugal me ajude a recuperar o nível que eu já tive”, explicou o jogador.

Se Coentrão de fato sair, o Real Madrid deve buscar um reserva mais jovem e promissor para a posição dominada por Marcelo. Aos 29 anos, o português, com 51 partidas pela seleção nacional no currículo, afirma que ainda tem lenha para queimar. “Eu espero jogar mais três ou quatro anos no nível mais alto. Eu sei que consigo fazer isso”, encerrou.