O final de semana de futebol internacional, assim como o do Brasileirão, foi recheado de emoções. Campeonatos nacionais nas Américas e no Japão tiveram seus momentos derradeiros, com reviravoltas e disputas incríveis, enquanto na Europa alguns nomes destacaram-se individualmente e algumas dúvidas e certezas foram levantadas.

Na França, Zlatan Ibrahimovic deu show e mostrou que, se a lista final da Bola de Ouro tivesse quatro indicados, suas chances de estar entre os concorrentes seriam muito grandes. Já na Alemanha, o Bayern Munique mostrou que não precisa de Bastian Schweinsteiger e Arjen Robben para atropelar seus adversários. O Borussia Dortmund, enquanto isso, praticamente deu adeus às chances de disputar o título da Bundesliga com os bávaros, após lambança de um zagueiro experiente. Confira isso e o que de melhor aconteceu em nosso balanço do final de semana.

O jogão

Rangers 3 x 4 O’Higgins

Um último suspiro que valeu a sobrevivência. Isso é o que foi o gol de Pablo Calandria para o O’Higgins no sábado, no último minuto da partida contra o Rangers de Talca. As equipes empatavam por 3 a 3, em jogo eletrizante e que teve o time da casa duas vezes à frente no marcador, e o resultado igual deixava a Universidad Católica a um empate no dia seguinte, contra o Unión La Calera, de conquistar o Apertura da temporada 2013/14. Um pênalti já depois dos 45 minutos regulamentares da segunda etapa, no entanto, mudou a história do O’Higgins e estendeu a decisão para mais um jogo. A vitória da Universidad Católica por 4 a 1 deixou os dois primeiros colocados com campanhas idênticas (12 vitórias, três empates e duas derrotas), e nesta terça, no Estádio Nacional, uma final única definirá o campeão.

A goleada

Werder Bremen 0 x 7 Bayern Munique

Se algum torcedor do Atlético Mineiro estava empolgado com as lesões de Bastian Schweinsteiger e Arjen Robben, que tirarão os dois da disputa do Mundial de Clubes, essa empolgação acabou neste final de semana. Mesmo como visitante e com os desfalques importantíssimos, o Bayern mostrou por que é uma das melhores equipes do mundo e passou fácil pelo Werder Bremen, fora de casa, com uma bela goleada por 7 a 0. Com dois gols e uma assistência, Franck Ribéry foi o grande destaque da partida, que teve também grande atuação de Thomas Müller, com duas assistências e um gol, e Mario Götze, que fechou o placar e também serviu um companheiro para um gol. Opções é o que não faltam para Pep Guardiola durante o Mundial, e o massacre evidenciou isso.

A surpresa

Manchester United 0 x 1 Newcastle

Moyes preocupado

Recentemente o Manchester United vinha se reerguendo na temporada, e o trabalho de David Moyes finalmente se encaixando. A vitória por 5 a 0 sobre o forte Bayer Leverkusen pela Liga dos Campeões na última rodada havia deixado a equipe mais confiante, mas a derrota para o Everton por 1 a 0, em Old Trafford, deu uma freada na animação. O revés fez o técnico escocês prometer uma reação do time diante do Newcastle, adversário da rodada seguinte, também em Manchester. No entanto, o que se viu foi um time ainda mais perdido, e, desfalcado de Wayne Rooney, destaque da equipe na temporada, os Red Devils foram surpreendidos por um gol de Yohan Cabaye, que quebrou um jejum de 41 anos sem vitórias dos Magpies em Old Trafford. Moyes nunca esteve tão em apuros no United como agora.

A decepção

Olímpic de Xàtiva 0 x 0 Real Madrid

Um time da terceira divisão espanhola, durante as oitavas de final da Copa do Rei, parecia a oportunidade perfeita para Carlo Ancelotti testar os jovens valores da cantera madridista e alguns jogadores que não vinham sendo muito aproveitados. E era mesmo, mas o desempenho dos blancos dentro de campo decepcionou a todos. Com exceção a Isco, que embora tenha feito boa partida não conseguiu evitar o empate sem gols, a equipe toda foi muito mal, e Di Maria, que recentemente perdeu a titularidade para Gareth Bale, foi um dos mais criticados. A atuação fraca do time da capital chegou até mesmo a ser de certa forma atribuída ao gramado sintético de La Murta, onde se realizou a partida. De um jeito ou de outro, para o Xàtiva foi um resultado histórico, enquanto para o Real, um dia para se esquecer. A vaga para as quartas agora será definida no Santiago Bernabéu.

A virada

Kashima Antlers 0 x 2 Sanfrecce Hiroshima

Se você lidera uma competição em 11 das últimas 14 rodadas espera-se que se sagre campeão, certo? O Yokohama F. Marinos provou, no entanto, que dá para jogar uma situação dessa pelo ralo. A equipe conseguiu perder três de suas quatro partidas finais e ver o Sanfrecce Hiroshima conseguir uma virada no campeonato, sagrando-se campeão com a vitória por 2 a 0 sobre o Kashima Antlers, fora de casa. Uma simples vitória do Marinos na última rodada bastaria para que o time fosse campeão japonês, enquanto o Hiroshima precisava de uma vitória sobre o Kashima, terceiro colocado e que ainda tinha chances de título, e do tropeço do Yokohama. Tudo isso aconteceu, e o Yokohama F. Marinos acabou virando um ótimo exemplo do que não se deve fazer no momento derradeiro de uma campanha boa.

Haja coração

Sporting Kansas City 1 x 1 Real Salt Lake (7 a 6 nos pênaltis)

Sporting Kansas City e Real Salt Lake fizeram uma final equilibrada e emocionante na Major League Soccer neste final de semana. No tempo normal, as equipes conseguiram marcar um gol cada, na segunda etapa, e tiveram de decidir nos pênaltis. E os torcedores dos dois clubes precisaram de fôlego para aguentar as cobranças. Foram dez para cada um para que o campeão fosse definido, o que tornou a decisão a mais longa da história dos playoffs da MLS, e o time de Kansas, com o 7 a 6, sagrou-se vencedor. A conquista foi a segunda da franquia, que havia vencido a MLS Cup pela última vez em 2000.

O cara

Zlatan Ibrahimovic

Paris Saint-Germain 5 x 0 Sochaux

Zlatan Ibrahimovic pode até ter ficado de fora da lista final de três jogadores que concorrem à Bola de Ouro, mas isso não significa que o ano acabou para o sueco. Mais uma vez o egocêntrico atacante foi destaque no Paris Saint-Germain, liderando a equipe na goleada por 5 a 0 sobre o Sochaux. Ibra deu as assistências para o primeiro e para o terceiro gol, marcados, respectivamente, por Thiago Silva e Edinson Cavani. Não satisfeito, aproveitou-se dos minutos finais da partida para marcar dois tentos, sendo um deles um golaço de falta.

O brasileiro

Lucas Piazon
PSV 2 x 6 Vitesse

Piazon

A maior goleada do Vitesse sobre o PSV em toda sua história teve como protagonista o jovem Lucas Piazon. Emprestado pelo Chelsea ao clube holandês, o brasileiro segue fazendo ótima temporada e, com um gol e duas assistências, ajudou a afundar ainda mais a equipe de Eindhoven, que agora não vence há sete rodadas e está na 10ª colocação da Eredivisie. Se não atuasse como meio-campista, Piazon poderia facilmente ser aproveitado nos Blues na próxima temporada. Como a concorrência na posição é grande, não dá para garantir isso, mas que o jogador tem merecido uma chance no futuro, isso ele tem.

O retorno

Mattia Destro
Roma 2 x 1 Fiorentina

Após um começo arrasador na Serie A desta temporada, a Roma não conseguiu manter o ritmo e começou até mesmo a preocupar seus torcedores. Até este final de semana, a equipe acumulava quatro partidas sem vencer, e os Giallorossi já contavam os minutos para o retorno do salvador Francesco Totti, contundido desde o final de outubro e próximo de voltar a campo. No entanto, alguém muito menos esperado, até mesmo esquecido, foi o protagonista do reencontro da equipe com uma vitória. Mattia Destro, que esteve machucado desde o primeiro dia de julho, entrou no segundo tempo do jogo contra a Fiorentina, quando o jogo ainda estava em 1 a 1, e foi o autor do gol que deu o triunfo para os romanistas, dez minutos após ter substituído Alessandro Florenzi.

O prodígio

Gerard Deulofeu
Arsenal 1 x 1 Everton

Obviamente com pouco espaço no Barcelona, o jovem Gerard Deulofeu foi emprestado pelos catalães ao Everton para que tivesse tempo de jogo para poder desenvolver seu futebol. Nos primeiros dois meses não teve tanto espaço também no time inglês, entrando eventualmente no decorrer dos jogos. No entanto, nas últimas rodadas da Premier League, ainda como reserva, tem se soltado cada vez mais e mostrado seu potencial. A partida contra o Arsenal foi mais uma demonstração disso. Jogando fora de casa, no Estádio Emirates, contra a melhor equipe da competição, os Toffees perdiam por 1 a 0, gol que havia sido marcado aos 35 minutos da segunda etapa, um após a entrada de Deulofeu. Quatro minutos depois, no entanto, o garoto de apenas 19 anos foi buscar a igualdade com um golaço. Titular na antepenúltima partida do Everton no Campeonato Inglês, o espanhol também havia marcado um tento, na vitória por 4 a 0 sobre o Stoke City.

O golaço

Pablo Osvaldo
Southampton 1 x 1 Manchester City

Pablo Osvaldo não é um dos melhores atacantes italianos atualmente, não é um dos melhores da Premier League e talvez não seja o melhor nem mesmo do Southampton, que conta com Rickie Lambert, uma espécie de “Brocador Inglês”. Ainda assim, o gol do centroavante diante do Manchester City foi uma verdadeira obra-prima, sem falar que evitou a derrota dos Saints diante dos Citizens dentro de casa.

A lambança

Manuel Friedrich
Borussia Dortmund 0 x 1 Bayer Leverkusen

Mais do que nunca, Jürgen Klopp deve estar rezando pela volta de sua defesa titular. Contra o Bayer Leverkusen, além da derrota em casa, o treinador teve que ver Manuel Friedrich protagonizar uma lambança contra sua ex-equipe e, lembrando dos tempos em que defendeu o time de Leverkusen, entregar a bola aos adversários. Son Heung-Min não desperdiçou o presentaço do ex-companheiro e definiu o jogo para os visitantes.