O Sheffield United conseguiu uma vitória sonora neste sábado diante do Chelsea. Em casa, no Bramall Lane, venceu por 3 a 0, em uma partida comemorativa para David McGoldrick. Não só porque ele fez dois gols na partida, mas também porque era o seu jogo número 450 em ligas inglesas. Em nenhum momento os comandados de Frank Lampard mostraram capacidade de reagir no jogo e só foram vendo a montanha se tornar ainda mais alta, até que ficou intransponível.

O primeiro gol saiu aos 18 minutos. Depois de um cruzamento, Oliver McBurnie finalizou, Kepa Arrizabalaga conseguiu defendeu uma bola no contrapé, mas deu rebote e David McGoldrick aproveitou para marcar 1 a 0. Foi o primeiro gol do atacante na Premier League, algo que ele teve que esperar 25 jogos para conseguir.

O segundo chegou ainda no primeiro tempo. Desta vez, em um cruzamento da esquerda de Enda Stevens que encontrou a cabeça de Oliver McBurnie e ele guardou: 2 a 0, aos 33 minutos. Entre um gol e o outro, o Chelsea mostrou muito pouco em termos ofensivos que tornasse possível acreditar que a reação aconteceria.

Frank Lampard mudou o time. Colocou em campo Marcos Alonso no lugar do apagado Mason Mount, recuou César Azpilicueta, que era lateral esquerdo, para ser um dos zagueiros em uma linha de três defensores, e avançou o time. Aos 21 minutos, ainda tirou Christian Pulisic para apostar em um ataque mais forte, com Olivier Giroud junto a Tammy Abraham.

O time melhorou, pressionou mais, mas muito menos por organização e muito mais por forçar a barra com cruzamentos ou tentativas frustradas de penetração pelo meio. Foram 35 cruzamentos, mas só oito deles certos, ou seja, o time raramente conseguiu criar uma chance. Tentando melhorar isso, Lampard ainda colocou Callum Hudson-Odoi no lugar de Reece James.

Só que quem chegou ao gol foi o Sheffield. Aos 32 minutos, Ross Barkley perde uma bola no ataque e McGoldrick puxou o contra-ataque, tocou para Lys Mousset, que cruzou, o zagueiro Antonio Rüdiger tentou o corte e a bola sobrou para McGoldrick, que finalizou e guardou mais um: 3 a 0 e partida já definida àquela altura.

O Sheffield United, ao contrário do Norwich, não só não passou nem perto da zona do rebaixamento, como também sonha alto para ir a uma competição europeia, algo que seria fantástico para os Blades. A vitória fez o time chegar à sexta posição, com 54 pontos, a quatro pontos do Manchester United, que é o quinto. O próprio Chelsea, atualmente o terceiro, corre risco de ser passado por Leicester e até o Manchester United.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore