A primeira experiência de Paul Scholes como treinador de futebol foi curta. Muito curta. O ex-meia do Manchester United passou um mês e sete jogos à frente do Oldham, seu clube de infância, atualmente na quarta divisão, com apenas uma vitória, três empates e três derrotas.

LEIA MAIS: Mentor da Classe de 1992 do Manchester United, Eric Harrison morre aos 81 anos

“É um grande pesar que decidi renunciar com efeito imediato. Eu esperava, pelo menos, cumprir o meu contrato de 18 meses como treinador. Os torcedores, jogadores, amigos e família, todos sabiam o quão orgulhoso e animado eu estava com esse papel”, afirmou.

Segundo a BBC, Scholes foi alertado por pessoas próximas e na mídia que começar a carreira no Oldham não seria uma boa ideia. O dono do clube, Abdallah Lemsagan, é conhecido por interferir demais no dia e ter pouca paciência – Scholes foi o seu quarto treinador, contando um interino, desde que ele assumiu o controle do clube, em janeiro de 2018.

“No curto período desde que eu assumi o cargo, infelizmente ficou claro que eu não poderia operar como pretendia e me deram a entender antes de assumir o cargo”, explicou Scholes. Em um curto comunicado, o Oldham agradeceu o ex-jogador pelos serviços prestados e prometeu um substituto permanente em breve.

Depois de golear, em sua estreia, o Yeovil Town, por 4 a 1, o Oldham de Paul Scholes empatou com Crewe Alexandra, Stevenage e Cambridge United e perdeu de Morecambe, Bury e Lincoln City.