Champions LeagueSerie A

Simone Inzaghi apresentado na Inter: “Miramos chegar às fases eliminatórias da Champions”

Ex-treinador da Lazio, Simone Inzaghi chega com o desafio de manter a Inter brigando pelo título e melhorar o desempenho na Champions League

A atual campeão italiana, Internazionale, apresentou nesta quarta-feira o seu novo técnico. Simone Inzaghi, de 45 anos, esteve em Appiano Gentile e respondeu às perguntas dos jornalistas. O treinador terá o desafio de guiar o clube depois da saída de Antonio Conte por desavenças com a diretoria. Inzaghi foi confirmado no cargo ainda em junho. Os nerazzurri estão em uma crise financeira e era sabido que precisaria fazer ao menos uma grande venda, como foi Achraf Hakimi. Ainda não está claro como será o mercado do clube, mas Inzaghi terá que lidar com uma equipe provavelmente levemente diferente.

Para não mudar muito, a Inter anunciou nesta semana a renovação de contrato de Aleksandar Kolarov, de 35 anos. Lateral esquerdo de origem, o jogador vinha sendo usado por Conte como zagueiro e deve ter o mesmo destino com Inzaghi, que utilizava um lateral esquerdo na linha de três zagueiros, Stefano Radu, que até chegou a ser especulado na Inter. Kolarov teve muitos problemas com lesão e acabou tendo menos jogos do que o esperado.

Além de Kolarov, o zagueiro Andrea Ranocchia, 33 anos, reserva na temporada passada, renovou até 2022, assim como o lateral Danilo D’Ambrosio, 32 anos, que pode ganhar ainda mais espaço no time com a saída de Hakimi e também de Ashley Young, que voltou à Inglaterra para defender o Aston Villa.

“Eu estou realmente empolgado com esta nova experiência e extremamente motivado. Eu sei que é uma grande tarefa, mas eu vejo como um grande desafio”, disse Inzaghi. “Estou aqui porque o presidente [Steven] Zhang, [Giuseppe] Marotta e [Piero] Ausilio me mostraram quanto eles me queriam na Inter. Minha equipe e eu sabemos que este é um grande time e um clube sólido, e os torcedores me mostraram muito apoio já durante as férias. Eu sei que eles estarão conosco nesta temporada”.

Por que decidiu ir para a Inter

“Era o momento certo para uma mudança. As pessoas com quem falei deixaram claro como elas me queriam na Inter, então eu aceitei este empolgante desafio. Eu sei que não será sempre fácil, e eu estou ciente que nós temos um título para defender contra muitos times muito bem equipados. Mas esta é a Inter. Eu quero dar os parabéns ao clube, Antonio Conte e todos os jogadores pelo Scudetto que venceram na temporada passada”.

Saída de Hakimi e contratações

“É uma janela de transferências longa e difícil para todos. Não houve muito movimento ainda. Eu sabia que [Achraf] Hakimi sairia, mas o clube me prometeu que o time seria tão bom quanto na temporada passada. Eu estou em contato constante com a gestão e nós sabemos o que queremos fazer”.

“Sabia que [Achraf] Hakimi sairia. É uma pena porque depois da temporada que ele teve, os maiores clubes da Europa estavam se alinhando para contratá-lo. Ele foi uma das estrelas do scudetto da Inter. É difícil para todo mundo no momento, mas eu sei que teremos um grande time, aconteça o que acontecer. O clube já fez um excelente negócio em trazer [Hakan] Çalhanoglu. Com [Ashley] Young saindo também, nós obviamente precisamos fazer algumas contratações, mas não há pressa”.

Romelu Lukaku

“Eu falei com Romelu diversas vezes. Ele é uma certeza, um jogador fabuloso que trabalha muito bem com o resto do time”.

Christian Eriksen

“Eu falei com ele antes da Euro, então eu decidi deixá-lo em paz depois do que aconteceu com ele. Ele precisa de tempo para descansar, mas obviamente nós o receberemos de braços abertos”.

Estilo de jogo

“Eu estou aqui para construir a partir do que foram estes últimos dois anos, que culminou no Scudetto. Nós temos que ser consistentes e confiáveis se quisermos atingir os objetivos que estabelecemos para nós mesmos”.

Como será enfrentar a Lazio no Estádio Olímpico?

“Eu tive muitos anos intensos na Lazio e eu já agradeci a todos lá. Eu sempre serei grato a [Claudio] Lotito pela chance que ele me deu. Eu acho que nós chegamos ao fim do ciclo. Levei algum tempo para pensar sobre tudo e optei por uma mudança. Eu tive sorte o bastante para ganhar coisas com a Lazio e foi uma grande experiência. 251 jogos com o mesmo clube é algo importante”.

O que quer do time da Inter

“Eu quero intensidade, um time sempre completamente focado. Times fortes reagem quando as coisas não acontecem como querem. Meus times sempre jogaram com intensidade até o último minuto. A Lazio frequentemente costumava marcar gols nos acréscimos”.

Çalhanoglu como Luis Alberto?

“Hakan e Luis são jogadores similares. Eu estou feliz em ter Çalhanoglu, ele é um jogador que eu sempre gostei. Ele é habilidoso, trabalha duro e é muito bom com bolas paradas. Eu tenho certeza que ele irá muito bem aqui”.

Reencontro com Stefan De Vrij, que treinou na Lazio

“Eu falei com todos os jogadores e, sim, eu treinei De Vrij antes. Eu também joguei com [Aleksandar] Kolarov e [Samir] Handanovic. É bom poder trabalhar com eles novamente. Eu tenho certeza que irei me dar bem com todo mundo”.

Champions League

“Nós certamente miramos chegar às fases eliminatórias. A Champions League é extremamente difícil, uma competição muito física. Jogando dois jogos por semana pode ser muito cansativo, mas nós iremos assegurar que estaremos prontos para isso”.

Como lidar com a pressão

“Roma foi uma boa escola nesse sentido, mas há pressão onde quer que você vá neste trabalho. Eu gosto de desafios e vir para o time que ganhou o scudetto é um grande desafio para mim e para minha equipe. Nós temos que ser bons em superar as dificuldades juntos”.

“Meu objetivo é fornecer consistência. Sei no que pisei aqui: uma equipe fantástica, torcedores incríveis e um grande clube. Somos a Inter e sempre daremos tudo em campo”.

Dérbi de Milão pelo scudetto?

“Nós sabemos o quanto o dérbi é importante em Roma e acontece o mesmo em Milão. O Milan estava no topo da tabela por um longo tempo na temporada passada. Eles tinham um excelente time e técnico. Será uma grande batalha”.

O que aprendeu dos jogos contra a Inter pela Lazio?

“Eu sei que eles sempre estavam contra um time sólido, compacto e que era difícil de marcar gols”.

Papel de Federico Di Marco e Ivan Perisic

“Dimarco foi realmente bem no Verona. Ele é um jogador das categorias de base da inter, o que é algo para se ter orgulho. É um jogador do clube e estamos contando com ele. Perisic foi brilhando como ala esquerdo. Eu estou ansioso em dar as boas-vindas a ele. Ele pode ir muito bem no nosso sistema”.

Barella, Bastoni e Lautaro estão nas finais com suas seleções

“Eles já são vencedores porque ganharam o scudetto. Quanto mais vencedores você tem no seu elenco, melhor. Eu estou feliz por Batella e Bastoni que estão na final da Euro. Lautaro está empolgado para a final contra o Brasil. A Itália tem sido um prazer de assistir durante a Euro e Roberto Mancini merece um enorme crédito. Eu sabia que ele teria todas as chances de ser bem-sucedido”.

Stefano Sensi

“Ele é um jogador que valorizo muito. Taticamente, ele é muito inteligente. Ele sabe que eu o valorizo porque nós conversamos. Ele teve alguns problemas de lesão nos últimos 18 meses, mas ele está de volta ao seu melhor e será uma excelente opção para a Inter”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo