Copa da ItáliaItáliaSerie A

Pela primeira vez em 32 anos, um time da terceirona estará nas semifinais da Copa da Itália

Eliminar o Genoa foi o grande feito da Alessandria na Copa da Itália. Mas o time da terceira divisão tinha condições de sonhar com mais. Afinal, o cruzamento nas quartas de final previa outra zebra em seu caminho: o Spezia, responsável pela queda da Roma na etapa anterior. Confronto entre dois times buscando a grande oportunidade. E que contou com o sucesso do representante da menor divisão. Com uma virada milagrosa, a Alessandria eliminou o adversário da segundona por 2 a 1, fora de casa. Agora, terá o direito de fazer dois duelos contra o Milan nas semifinais.

O herói da noite para a Alessandria foi o atacante Riccardo Bocalon. Ele saiu do banco para concretizar a virada depois dos 38 do segundo tempo. E o gol decisivo, que evitou a disputa por pênaltis, só saiu no segundo minuto dos acréscimos. Momento para ser lembrado por muito tempo em Alessandria. Desde 1984 um time da terceira divisão não chegava até as semifinais da Copa da Itália, quando o Bari registrou o feito. O clube tradicional poderá, quem sabe, repetir o seu grande feito na competição: em 1936, a Alessandria chegou até a final da Copa da Itália. Acabou perdendo para o Torino na decisão por 5 a 1.

De qualquer maneira, a atual temporada já está na história da Alessandria. Especialmente porque o clube também vem com força na briga pelo acesso da terceirona. Antes disso, porém, o desafio vem em jogos de ida e volta contra o Milan. Se para os rossoneri o duelo significa a chance de reconquistar um título para aliviar a seca recente, para os pequeninos representa a oportunidade de fazer história.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo