Serie A

No jogo em que Buffon igualou o recorde de Maldini, Dybala e Ronaldo decidiram à Juventus

Quando Gianluigi Buffon acertou seu retorno à Juventus, a imprensa italiana noticiou uma cláusula especial em seu contrato. O veterano desejava disputar pelo menos oito partidas pela Serie A. O objetivo era claro: superar Paolo Maldini como jogador que mais atuou pela primeira divisão italiana. Nesta quarta-feira, Gigi completou sua sétima partida. Igualou as 647 aparições de Maldini e ficou a um passo de se tornar o maior da história. Para abrilhantar a noite, os companheiros de ataque também fizeram sua parte e encaminharam a vitória bianconera. A Juve derrotou a Sampdoria por 2 a 1, dentro do Luigi Ferraris, e se isolou provisoriamente na liderança da liga.

Buffon atuou pela primeira vez na Serie A em novembro de 1995, com a camisa do Parma, numa mágica estreia contra o Milan. Desde então, são 24 anos como profissional, incluindo 15 temporadas em que disputou ao menos 30 partidas pela liga. De seus 647 jogos, 479 aconteceram pela Juve e os outros 168 pelo Parma. Em 296 deles, terminou com sua meta invicta ao longo dos 90 minutos. Foram 524 tentos sofridos neste período, 159 pelos gialloblù e 365 pelos bianconeri.

A maior parte das ausências de Buffon aconteceu quando sustentava algum entrave físico – entre problemas na hérnia e lesões musculares, sobretudo na coxa. Ainda assim, as contusões foram relativamente pontuais, considerando a longevidade de sua carreira. Além do mais, o veterano também não esteve presente no ano em que a Juve disputou a Serie B e na temporada passada, quando defendeu o Paris Saint-Germain. Revezando-se com Wojciech Szczesny na atual campanha, Gigi atualmente suplanta o polonês, que está lesionado.

Além de garantir a titularidade a Buffon, Maurizio Sarri apostou novamente no tridente ofensivo composto por Paulo Dybala, Cristiano Ronaldo e Gonzalo Higuaín. E os craques resolveriam logo no primeiro tempo, apesar dos riscos vividos pela Juve. A Samp reclamou de um pênalti nos primeiros minutos, após erro de Merih Demiral, mas a arbitragem deixou passar. Os blucerchiati também levavam perigo nos contragolpes. Com mais posse de bola, os juventinos conseguiram abrir o placar aos 19. Alex Sandro fez a inversão e Dybala acertou um difícil chute de primeira, mandando no canto de Emil Audero. Linda batida cruzada.

A Juventus não conseguia criar tantas chances e a Sampdoria arrancou o empate aos 36. Os bianconeri saíram jogando errado e entregaram a bola aos genoveses nas imediações da área. Depois de uma tentativa bloqueada, Gianluca Caprari pegou a sobra e mandou um forte tiro de primeira, sem chances a Buffon. E por mais que a Samp parecesse crescer, Cristiano Ronaldo deu a resposta logo. Tentou uma bola venenosa que ninguém completou. Já aos 45, o craque subiu um absurdo para cabecear o cruzamento de Alex Sandro. Dos muitos lances impressionantes da carreira do artilheiro, este é o que melhor representa sua impulsão. Segundo a Sky Sports, o camisa 7 pulou 71 centímetros.

O segundo tempo começou com a Sampdoria tentando testar Buffon. Porém, a melhor chance de marcar seria mesmo da Juventus, aos dez minutos. Blaise Matuidi recebeu em ótimas condições, mas pegou mal o cruzamento de Dybala e mandou para fora. O duelo perdeu ritmo na reta final. A Velha Senhora tinha mais posse de bola, mas não fazia muito no ataque. Já a Samp ainda buscou o empate nos minutos finais, mais agressiva. A pressão não teria muito resultado e Cristiano Ronaldo até veria um gol anulado por impedimento, além de um chute que lambeu a trave. No fim, sobraria tempo a Caprari ser expulso com o segundo amarelo, após lance com Demiral.

A Juventus alcança os 42 pontos na Serie A, emendando a segunda vitória consecutiva. Abre três pontos de vantagem sobre a Internazionale, que tentará se emparelhar aos rivais no sábado, quando recebe o Genoa. A Samp, em riscos na tabela, ocupa o 15° lugar, a dois pontos da zona de rebaixamento. Já a partida do recorde absoluto de Buffon só acontecerá em 2020, com a pausa de inverno se desenrolando a partir da próxima semana. A Velha Senhora recomeça sua jornada na competição em 6 de janeiro, quando recebe o Cagliari no Estádio Allianz.

Classificações Sofascore Resultados

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo