Serie A

Ibra ataca EA Sports e promete investigar: “Quem deu permissão para usar meu nome e rosto todos esses anos?”

Os bancos de dados de jogadores virtuais na série Fifa disponíveis na internet são limitados, sendo possível observar a relação de atletas apenas a partir de Fifa 05. Naquela época Zlatan Ibrahimovic, então na Juventus, já aparecia no game. Sua presença, no entanto, pode datar de pelo menos 2001, quando defendia o Ajax. Ainda assim, só agora, fim de 2020, que o atacante sueco aparentemente se deu conta de que vinham utilizando seu nome e sua imagem supostamente sem seu consentimento explícito.

Em publicações em suas redes sociais, Ibra afirmou que nunca deu permissão à EA Sports para utilizar seu nome e seu rosto na famosa série de simulador de futebol e, mais, alegou que alguém estaria lucrando em cima de sua imagem. Para poder representar os jogadores com autenticidade em seu game, a empresa costuma pagar pela utilização de seus nomes e imagens, negociando com as ligas detentoras dos direitos de imagem de seus clubes e atletas participantes ou então com a Fifpro, sindicato internacional dos jogadores de futebol profissionais.

“Quem deu à EA Sports a permissão de usar meu nome e meu rosto? A Fifpro? Não estou ciente de ser membro da Fifpro, e, se eu for, alguém me colocou lá sem meu conhecimento, por meio de alguma estranha manobra”, queixou-se.

“Com certeza, eu nunca permiti que a Fifa ou a Fifpro ganhassem dinheiro me usando. Alguém está lucrando em cima do meu nome e do meu rosto sem nenhum acordo todos esses anos. Hora de investigar”, prometeu o veterano.

Talvez Zlatan Ibrahimovic tenha se deparado com os rumores de que David Beckham, que acaba de assinar com a EA Sports para virar um dos “ícones” da série Fifa, estaria embolsando £ 40 milhões por seu contrato de três anos e tenha decidido buscar alguma compensação financeira inesperada na reta final de sua carreira – ou talvez depois de basicamente duas décadas tenha mesmo acabado de parar para pensar na questão pela primeira vez.

O fato é que a discussão dará pano para manga, especialmente levando em consideração que a EA Sports, às vésperas do lançamento de Fifa 21, anunciou uma parceria de exclusividade com o Milan, clube que Ibrahimovic hoje defende e do qual é o principal rosto.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo