ItáliaSerie A

El Shaarawy, na raça e na técnica, lidera a virada da Roma

Não havia tempo a perder para a Roma recuperar-se no Campeonato Italiano depois da derrota para a Juventus, no fim de semana, e o jogo contra o Chievo começou complicado. Jonathan De Guzman aproveitou vacilo de Bruno Peres na marcação e abriu o placar contra o time da casa no Estádio Olímpico. Mas o Faraó acordou para resgatar os três pontos para os romanistas.

LEIA MAIS: Higuaín e os jogos grandes: ante a Roma, Pipita volta a mostrar que não teme os maiores adversários

Primeiro, na técnica. El Shaarawy marcou em cobrança de falta no fim de um primeiro tempo em que a Roma teve o controle da partida, sem criar muitas chances. Depois, na raça. Acreditou até o fim na jogada, dividiu com a defesa do Chievo, e a bola sobrou para Dzeko empurrar às redes.

O atacante bósnio teve outras três boas chances para ampliar o placar, mas, como costuma acontecer com ele, perdeu todas elas e o suspense manteve-se até Perotti fazer o terceiro, de pênalti. A Roma manteve a vitória por 2 a 1 e reduziu a diferença para a líder Juventus para quatro pontos – a Velha Senhora enfrenta o Milan, na próxima sexta-feira, pela Supercopa Italiana e tem um jogo a menos que a Roma.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo