ItáliaSerie A

Dérbi de Gênova ganha ares de guerra, mas sem violência

O dérbi de Gênova ganhou ares de guerra, mas sem violência, não se preocupe. O aspecto bélico do jogo deste domingo é responsabilidade do treinador de goleiros da equipe juvenil do Genoa, Luca De Prà, que foi pego espionando o treinamento da Sampdoria vestindo uma roupa camuflada de militar.

Na última sexta-feira, alguns torcedores da Samp avistaram movimentações em árvores próximas ao campo do time durante um treinamento. Um membro da equipe técnica foi averiguar e encontrou De Prà escondido atrás de uma árvore. A camuflagem não funcionou.

A parte mais legal da história é que a Sampdoria levou tudo na brincadeira e soltou um comunicado no seu site oficial dizendo que  “nunca esperava que o dérbi se tornasse uma cena de espionagem”.

“Como um Rambo escondido entre os arbustos, Luca De Prà não conseguiu superar a operação de contra-inteligência da Sampdoria. No entanto, não houve prisioneiros e nenhum sangue foi derramado. Uma vez descoberto, o soldado do oponente foi liberado para retornar à sua base. Você sempre deve perdoar seus inimigos, nada os incomoda mais que isso”, disse.

O Genoa, provavelmente envergonhado demais para brincar com o assunto, também emitiu uma nota oficial para deixar claro que não teve nenhuma influência na estratégia miliar de De Prà. “Foi uma iniciativa pessoal”, assegurou.

Será que De Pra conseguiu reunir dados vitais sobre o adversário antes de ser pego? Vamos descobrir a partir das 15h45 (Brasília) deste domingo.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo