Serie A

De contratação duvidosa, Suso vira peça importante no Milan e garante vitória

Quando chegou ao Milan, em janeiro de 2015, Suso não causava tanto alarde. Parecia mais um dos reforços modestos em tempos de vacas magras dos rossoneri. Seu currículo recente não o referendava: sem se firmar no Liverpool, tinha passado uma temporada no Almería antes de se mudar a Milanello. E os primeiros meses no clube foram ruins, ganhando poucas oportunidades. Emprestado ao Genoa, o espanhol pôde se adaptar à Serie A. Já na temporada passada, retornou ao San Siro para ser um dos melhores jogadores do time. Amadurecimento que se enfatiza nesta nova era dos milanistas. Titular absoluto de Vincenzo Montella, foi decisivo para garantir a segunda vitória da equipe na liga, com o placar de 2 a 1 sobre o Cagliari.

O Milan tinha a pressão de fazer o primeiro jogo em casa pela Serie A, diante da empolgação de sua torcida com os investimentos feitos pelos novos donos do clube. E o peso saiu das costas rapidamente. Aos 10 minutos, Suso fez uma linda jogada pela ponta esquerda e cruzou para Patrick Cutrone abrir o placar. O centroavante segue como a opção favorita de Montella neste início de temporada e melhorou ainda mais os seus números. São quatro gols e duas assistências em cinco partidas como titular.

O jogo, porém, não se abriu ao Milan como os rossoneri esperavam. O Cagliari chegou a acertar uma bola na trave durante o primeiro tempo, além de ameaçar a meta de Gianluigi Donnarumma outras vezes. E arrancaria o empate no início do segundo tempo, em bola perdida por Franck Kessié, com João Pedro balançando as redes. Os rossoneri acordaram depois do lance. E o empate saiu justamente dos pés de Suso. Uma cobrança de falta cheia de categoria aos 25, definindo o placar. A noite ainda marcaria as estreias de Nikola Kalinic e Lucas Biglia, ambos entrando no decorrer do segundo tempo.

Às vésperas de completar 24 anos, Suso evoluiu bastante nos últimos anos. Deixou de ser um ponta improdutivo e escolhe bem melhor as suas jogadas. É mais objetivo e, além de criar jogadas aos companheiros, também marca os seus gols. Desde sua passagem pelo Genoa, são 15 tentos e 12 assistências em 55 jogos pela Serie A. A valorização de seu futebol é paulatina. E independentemente dos gastos da diretoria rossonera no mercado de transferências, sua posição no 11 inicial continua sob confiança da comissão técnica. Um espaço conquistado por todo o seu trabalho dentro de campo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo