Após pausa de pouco mais de duas semanas, a Serie A recomeçou nesta terça-feira, com a vitória da Sampdoria no clássico contra o Genoa por 3 a 2, mas foi nesta quarta que o restante da 18ª rodada começou a ser disputada. Um dos jogos mais aguardados deste retorno de Campeonato Italiano não trouxe surpresas: a Juventus bateu o lanterna Verona por 3 a 0. Estendeu sua ótima sequência de resultados e, assim como vinha acontecendo no fim do primeiro semestre da temporada, viu o garoto Paulo Dybala ser decisivo.

VEJA TAMBÉM: Veja como ficou o estádio da Udinese após a conclusão das obras de renovação

Foram precisos apenas oito minutos para que o pequeno argentino fizesse a diferença para os bianconeri. Logo no começo do jogo, Dybala bateu falta com precisão, no canto baixo do goleiro Pierluigi Gollini, para fazer 1 a 0 e chegar ao seu nono gol em 17 jogos na Serie A. Se o intervalo de tempo analisado for menor, a grande fase que o jogador vive fica ainda mais evidente. Nas últimas sete partidas que disputou no Campeonato Italiano, Dybala fez gols em cinco delas.

O argentino ainda serviu com precisão o zagueiro Leonardo Bonucci, que ampliou a vantagem da Juve para 2 a 0 com uma cabeçada que mais pareceu um chute. Esta foi a quinta assistência de Dybala na Serie A, apenas uma atrás dos líderes no quesito: Bonaventura, Saponara e Meggiorini.

O momento é tão bom para o jogador contratado do Palermo no início da temporada que um de seus companheiros se empolgou bastante ao falar de seu potencial. Paul Pogba, que também foi decisivo no duelo com o Verona, dando uma linda assistência para Zaza fazer o gol que fechou a vitória em 3 a 0, afirmou no início da semana que Dybala pode alcançar Lionel Messi. “Sabe do que eu o chamo? De quadrado R2, os botões que você tem que apertar no PlayStation para bater de chapa. Ele sempre faz gols assim. Se ele me surpreendeu? Não, porque eu sempre disse que ele era um fenômeno. Fazer o que ele tem feito, jogando pela Juve, é algo fenomenal”, completou o francês.

É claro que Pogba está bastante enviesado e que a comparação é exagerada, mas o jogador da seleção francesa não é o único que tem comparado Dybala ao craque do Barcelona, embora, em grande parte dos casos, isso aconteça pela baixa estatura, velocidade e poder de decisão do atacante da Juventus. Usar Messi como parâmetro de comparação é injusto com Dybala, mas é preciso reconhecer a importância que tem tido para a recuperação dos bianconeri na Serie A.

Após um início ruim na competição, a Juve já acumula oito vitórias consecutivas, a maior sequência positiva de um time italiano nesta temporada. Chegou a 36 pontos, igualando a Internazionale, que começou a rodada na liderança e ainda pode retomá-la se vencer o Empoli nesta quarta-feira. Os bianconeri estão a dois pontos da Fiorentina, que assumiu a ponta provisoriamente, e, se levarmos o retrospecto recente em consideração, é bem possível que o time de Allegri consiga tirar da Serie A o aspecto competitivo que marcou sua primeira metade de temporada. A arrancada dos bianconeri, somada às campanhas anteriores em que o time foi absoluto, coloca medo nos concorrentes.