Sem vingança: United bate Arsenal e segue à caça do City

O Arsenal tinha a esperança de se vingar do 8 a 2 aplicado pelo Manchester United no clássico entre ambos válido pelo primeiro turno da Premier League. Mas não foi o que aconteceu. Neste domingo, o United voltou a levar a melhor sobre os Gunners e, mesmo atuando no Emirates Stadium, aplicou 2 a 1 no rival, mantendo-se vivo na briga pelo título do Campeonato Inglês. O resultado levou os Red Devils aos 51 pontos, três atrás do líder Manchester City. Já o Arsenal estacionou no quinto lugar com 36 pontos, cinco atrás do Chelsea, primeiro time dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

O primeiro tempo foi mais estudado do que efetivamente jogado. No início, o Arsenal dominou as ações no meio-campo e apostou em Théo Walcott e principalmente em Oxlade-Chamberlain para se aproximar da área mancuniana. Apesar disso, os Gunners não criavam reais oportunidades, travando por vezes no miolo de zaga do United. Paciente, o time de Alex Ferguson foi aos poucos tomando o controle do jogo. Primeiro retomando o domínio no meio, e depois investindo nas jogadas pelas pontas, com Nani pela esquerda e Antonio Valencia pela direita.

O primeiro lance mais incisivo de gol se deu somente aos 34 minutos, quando Patrice Evra ganhou a disputa pela bola na esquerda e rolou para Nani chegar batendo da entrada da área, forçando Wojciech Szcz?sny a defender em dois tempos. Mas aos 45, não teve jeito. Após Thomas Vermaelem afastar a bola, Evra matou de peito e encontrou Nani. O português abriu para Ryan Giggs, que cruzou com perfeição para Valencia, livre de marcação, escorar para as redes.

A etapa final começou mais animada, com o Arsenal acordando após a letargia que o tomou no desenrolar dos primeiros 45 minutos. Aos 10, após jogada de Chamberlain pela ponta, a bola sobrou para Aaron Ramsey arrematar para fora. Seis minutos depois, foi a vez de Chamberlain arriscar de fora da área. Aos 18, o United respondeu bem. Após lançamento do campo de defesa, Danny Welbeck ganhou de Per Mertesacker e tocou na saída de Szcz?sny, mas em cima da linha, Mertesacker se recuperou e conseguiu espantar o perigo.

Aos 25, os Red Devils tiveram outra grande chance em um contra-ataque puxado por Rafael, mas a zaga dos Gunners conseguiu o desarme. O Arsenal respondeu com outro contra-ataque, mas esse acabou sendo fatal. Depois de receber a bola perto da entrada da área, Chamberlain dominou e abriu para o até então apagado Robin Van Persie. O holandês dominou e bateu cruzado. A bola ainda bateu na trave, mas morreu no fundo das redes do United. Foi o 19º do atacante na atual Premier League.

A festa pelo empate, porém, durou pouco. Primeiro porque imediatamente após o gol, Chamberlain foi inexplicavelmente substituido por Andrey Arshavin. Depois porque, aos 33 minutos, Walcott dividiu com Szcz?sny e, na queda, bateu a cabeça no chão, ficando desacordado por cerca de dois minutos e deixando o público no Emirates Stadium apreensivo. E por fim aos 35, quando – após uma falha de marcação de Arshavin – Valencia tabelou com Ji-Sung Park e, dentro da área, passou para Welbeck marcar o gol da vitória.

Confira os jogos da 22ª rodada do Campeonato Inglês:

Sábado, 21/jan
Norwich 0x0 Chelsea
Everton 1×1 Blackburn
Fulham 5×2 Newcastle
Queens Park Rangers 3×1 Wigan
Stoke City 1×2 West Bromwich
Sunderland 2×0 Swansea
Wolverhampton 2×3 Aston Villa
Bolton 3×1 Liverpool

Domingo, 22/jan
Manchester City 3×2 Tottenham
Arsenal 1×2 Manchester United