Muito se falou sobre o trio de ataque BBC no Real Madrid, como se fala agora do MSN no Barcelona. Nesta temporada, porém, o trio do Madrid ficou prejudicado por lesões, tanto de Benzema quanto de Bale. Sobrava para Cristiano Ronaldo tentar decidir em toda rodada. Benzema voltou e passou a decidir. Mas neste sábado, sem Cristiano Ronaldo e com Benzema deixando o campo machucado quando o Real Madrid perdia por 2 a 0, a responsabilidade caiu sobre os ombros de Bale. E ele correspondeu sendo o craque da virada sobre o Rayo Vallecano.

LEIA TAMBÉM: Temor na Espanha: “Se falharmos economicamente, Premier League pode ser a NBA do futebol”

O jogo começou com 15 minutos horríveis para o Real Madrid. Aos sete minutos, Adri Embarba, em grande jogada de Bebê, marcou 1 a 0. Aos 14, veio o segundo gol, marcado por Miku, após escanteio. Era preciso que o time de Zidane começasse a jogar mais, ou deixaria pelo caminho pontos preciosos. Foi então que a figura de Gareth Bale começou a aparecer.

Aos 35 minutos, em cobrança de escanteio de Kroos, Bale, de cabeça, diminuiu o placar. Aos 42, Benzema saiu de campo machucado, o que se torna uma preocupação para o técnico Zinedine Zidane. Entrou em campo Lucas Vázquez, que também teria participação importante.

Aos sete minutos do segundo tempo, já veio o gol de empate. Em um cruzamento de Danilo para a segunda trave, Lucas Vázquez cabeceou bem e mandou a bola para a rede, empatando o jogo. Os 2 a 2, com tanto tempo para jogar, era favorável para o Real Madrid. Só que como diria Galvão Bueno sobre ultrapassagens na F1, chegar é uma coisa, ultrapassar é outra. E o Real Madrid teve dificuldades.

Zidane colocou em campo Modric, que estava sendo poupado no banco, para substituir o apagado Jesé. Pouco depois, tirou Kovacic e colocou James Rodríguez no gramado. Mas quem iria decidir era mesmo o galês que veste a camisa 11. A jogada da virada veio aos 35 minutos em um lance característico: ele recebeu  pelo meio, puxou para a perna esquerda, jogou na frente e passou pela marcação na velocidade. Já dentro da área, ele finalizou bem para marcar 3 a 2.

Foi o 17º gol de Bale na temporada, todos eles na liga espanhola. Ele ainda fez 13 assistências. No dia que o BBC estava desfalcado de dois dos seus integrantes, o terceiro fez o que se espera de jogadores do calibre de Bale: decidiu o jogo e manteve o Real Madrid na disputa do título, em uma temporada muito equilibrada na Espanha.