A Espanha definiu os 23 jogadores que vão à Copa do Mundo de 2018. O técnico Julen Lopetegui deixou grandes nomes de fora, como o atacante Álvaro Morata e o meia Cesc Fàbregas, do Chelsea. Outros dois espanhóis do Chelsea também ficaram fora: o lateral esquerdo Marcos Alonso e o atacante Pedro. O elenco da Espanha é farto, com muitos bons nomes deixados de fora da convocação.

LEIA TAMBÉM: A emoção tomou conta de Iniesta no adeus ao clube ao qual dedicou sua vida

Fàbregas, 31 anos, é o maior nome fora. Presente na seleção espanhola desde 2006, esteve no elenco da Copa 2006, na Eurocopa 2008, quando o time conquistou o tão esperado título, na Copa 2010 – fez o passe para o gol de Iniesta na final –, a Eurocopa 2012, a Copa 2014 e a Eurocopa 2016. Sua temporada foi irregular, como a do Chelsea, e acabou perdendo espaço para jogadores como Thiago Alcântara, 27 anos, que inclusive deve ficar com a camisa 10, que era do catalão.

Álvaro Morata viveu uma temporada de pouco brilho no Chelsea, apesar do bom início. Contratado em julho de 2017 por € 66 milhões, o atacante fez 48 jogos, marcou 11 gols e deu seis assistências. Dos seus 11 gols, 10 foram marcados na primeira metade da temporada. Em 2018, o atacante fez apenas um gol, contra o Tottenham, no dia 1º de abril. A fase ruim fez o Chelsea buscar um atacante no mercado de transferências de janeiro. Contratou Olivier Giroud, do Arsenal, que terminou a temporada como titular.

Na seleção espanhola, a concorrência de Morata era voraz. Diego Costa, a quem substituiu no Chelsea, voltou muito bem ao Atlético de Madrid. Lopetegui preferiu Rodrigo Moreno, 27 anos, do Valencia. O brasileiro naturalizado espanhol fez boa temporada no Valencia. Foram 44 jogos, 16 gols e boas atuações do hispano-brasileiro, nascido no Rio de Janeiro e primo de Thiago e Rafinha Alcântara. Começou a carreira no Celta, passou por Benfica, Bolton e Valencia, que o contratou por € 30 milhões em 2015.

Quem também ganhou uma vaga no ataque da Espanha foi Iago Aspas, 30 anos, jogador do Celta. Pode ser que você lembre do jogador pela sua passagem irrelevante pelo Liverpool, onde foi mal. Formado pelo Celta, foi contratado pelo Liverpool em 2013, mas no ano seguinte voltou à Espanha para atuar pelo Sevilla. Teve seus altos e baixos no time, que o contratou, mas só para vende-lo com algum lucro para o Celta, em 2015. Desde então, o jogador tem sido destaque. Nesta temporada, Aspas fez 37 jogos, marcou 23 gols e foi o principal jogador do Celta.

Entre os meio-campistas, a Espanha tem diversas boas opções. Andrés Iniesta, que fará sua última Copa, além de Koke e Saúl Ñíguez, do Atlético de Madrid. Thiago complementa, com David Silva e, claro, Sergio Busquets.

Nenhuma surpresa entre os goleiros, com David De Gea titular, com seus 27 anos e no auge da carreira; Pep Reina, 35 anos, do Napoli, no banco; e Kepa Arrizabalaga, do Athletic Bilbao, como uma opção mais jovem, aos 23 anos e que foi cotado para o Real Madrid, mas preferiu ficar no país basco.

Entre os jogadores que ficaram fora e que vinham sendo convocados com alguma frequência estão o zagueiro Marc Bartra, que tem jogado bem desde que se transferiu do Borussia Dortmund para o Betis, em janeiro; os atacante Vitolo, do Atlético de Madrid, e José Callejón, do Napoli.

A base do time é do Real Madrid, com seis convocados, enquanto o Barcelona tem quatro jogadores. Seis jogadores atuam fora do país, sendo quatro na Inglaterra, um na Itália e um na Alemanha.

Confira os 23 convocados para da Espanha para a Copa do Mundo da Rússia:

Goleiros: David De Gea (Manchester United, ING), Pepe Reina (Napoli, ITA), Kepa Arrizabalaga (Athletic Bilbao);

Defensores: Dani Carvajal (Real Madrid), Álvaro Odriozola (Real Sociedad), Gerard Piqué (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid), Nacho Fernández (Real Madrid), César Azpilicueta (Chelsea, ING), Jordi Alba (Barcelona), Nacho Monreal (Arsenal, ING);

Meio-campistas: Sergio Busquets (Barcelona), Saúl Ñíguez (Atlético de Madrid), Koke (Atlético de Madrid), Thiago Alcântara (Bayern de Munique, ALE), Andrés Iniesta (Barcelona), David Silva (Manchester City, ING);

Atacantes: Isco Alarcón (Real Madrid), Marco Asensio (Real Madrid), Lucas Vázquez (Real Madrid), Iago Aspas (Celta), Rodrigo Moreno (Valencia) e Diego Costa (Atlético de Madrid).


Os comentários estão desativados.