Um torcedor, uma faca, e a polícia

Uma falha de segurança provocou mais um papelão sul-americano. Na noite de terça-feira, na partida da primeira rodada daquele que deveria ser o “segundo torneio mais importante” do continente, a Copa Sul-Americana, um jogador foi agredido dentro de campo por um torcedor adversário.

Na disputa entre Blooming da Bolívia e o River Plate do Uruguai, no estádio de Santa Cruz de la Sierra, os visitantes venciam por 1 a 0 – gol feito aos 16 minutos do segundo tempo, em patética falha do goleiro – e quase marcaram o segundo, quando um indivíduo invadiu os gramados, para atacar o atacante uruguaio Henry Gimenez.

Segundo a polícia de Santa Cruz, o agressor, rendido pela polícia instantes depois da invasão, portava uma faca.

Após a confusão, com a polícia em campo – que não se sabe onde estava todo esse número de fardados no momento que o indivíduo passou pela segurança – o árbitro suspendeu a partida. A decisão do oficial peruano Víctor Hugo até poderia ter complicado ainda mais a situação, que levou a torcida a atirar objetos em campo, a acender rojões, em protesto contra a interrupção do jogo.

Posteriormente, o árbitro repreendeu a polícia local, acusando-os de falharem terrivelmente “ao ver a partida ser interrompida por uma falta de segurança”. Com toda a razão.

O presidente da delegação do grupo uruguaio, Donato Rivas, também se declarou surpreso com a falha na ação policial: “É uma situação em que o jogador foi agredido e, por sorte, não está se sentindo mal. Nosso fisioterapeuta chegou a ser acertado por uma pedra”, disse.

Confira no vídeo o gol, e, em seguida, a agressão do torcedor.

Leia também: 
Agressão a jogador suspende partida da Copa Sul-Americana

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo