Um monstro chamado Luis Suárez

Quatro gols em uma partida é sempre um feito notável para qualquer jogador. Se esse jogo é importante, mais ainda. Jogando pela seleção do seu país, uma sensação única. O que Luis Suárez fez na noite desta sexta-feira em Montevidéu é algo notável. Marcou todos os gols na goleada por 4 a 0 e mostrou que o seu ano, no futebol, foi mesmo excelente.

É bom lembrar: no início de 2011, Suárez trocou o Ajax, onde já era ídolo e capitão, para ir para o Liverpool, uma das camisas mais pesadas da Inglaterra e com grande histórico na Europa. Não parece ter sentido o peso da camisa e, em poucas atuações, conquistou o respeito do torcedor dos Reds, com atuação memoráveis contra outros grandes, como o clássico contra o Manchester United. Nesta temporada, se o Liverpool não briga pelo título, não é por culpa de Suárez, que tem feito um ótimo campeonato, mais uma vez.

Se a situação no clube é tranquila, na seleção do Uruguai Suárez tem sido simplesmente o maior destaque. Na Copa América, foi o artilheiro e principal jogador do time, conduzindo a Celeste a um título que não vinha desde 1995. Nas eliminatórias, já começou bem e vem sendo destaque nesse início de campanha, que coloca o Uruguai como o melhor time sul-americano – e certamente um dos cinco melhores do mundo, ao menos.

Suárez tem um ano digno de aparecer na lista de melhores jogadores do mundo em 2011. É, certamente, merecedor de estar entre os dez melhores do mundo, ao menos. Talvez até mais acima.

Foto de Equipe Trivela

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]
Botão Voltar ao topo