Técnicos de cubo mágico são covardes ao reclamar da altitude

O Inter empatou com o The Strongest em La Paz e seu treinador, Dorival Jr. escolheu a vilã de sempre para justificar o mau futebol. “Já que só tem brasileiro aqui, vou falar. É uma covardia jogar na altitude”, disse no vestiário. Não sei o motivo para temer defender seu ponto de vista diante dos bolivianos. Deve ser vergonha.

A altitude favorece os times de La Paz, Potosi e de outras cidades localizadas nas alturas, a mais de 4 mil metros acima do nível do mar? Lógico que sim. E o que se pode fazer contra isso? Fazer o The Strongest e o Potosi jogarem em La Paz? Por que não em Canoas? Ou Caxias? Não se pode fazer nada. Há que se respeitar o direito alheio e buscar alternativas médicas contra a altitude.

Por mais que os jogadores brasileiros se sintam mal, negar a possibilidade de os bolivianos jogarem em sua casa é algo irracional e arrogante demais. É como dizer que o futebol não é universal.

Existe futebol em La Paz? Existem times profissionais em La Paz? Eles estão na Libertadores? Então, vamos jogar lá. E pronto. Sem frescura. O Inter teve mais dificuldades em Santos, ao nível do mar, contra Neymar, do que em La Paz, contra Pablo Escobar.

Quem reclama da altitude deveria, então, buscar uma lei que estabelecesse as condições normais de temperatura e pressão para a boa prática de futebol. Quantos graus, qual altitude, umidade do ar etc. O Real Madrid não seria obrigado a jogar contra o CSKA em Moscou, a cinco graus negativos. E com neve. 

É muita frescura. Em vez de reclamar de altitude, os treinadores brasileiros fariam melhor se conseguissem se reciclar, buscar novidades na Europa e não tratar mais o futebol como algo empírico. Já repararam em conversa de “professor” brasileiro. É um tal de o time ainda não encaixou, a defesa vai encaixar, ta tudo encaixando, vou mudar para ver se encaixa…. Parece que estão mexendo com cubo mágico e não com um time de futebol.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo