A Serie A terá um jogaço no próximo domingo, às 11h: Milan x Internazionale. Apenas um ponto separa os rivais na ponta da tabela, com vantagem aos nerazzurri, que contarão com um aliado que promete cansar o adversário antes do grande clássico do fim de semana: Dejan Stankovic, treinador do Estrela Vermelha, que enfrentará o Milan pela Liga Europa.

Stankovic assumiu o comando do clube sérvio em dezembro de 2019 e já se sagrou campeão nacional. É líder novamente na atual temporada, em meio a uma sequência de nove vitórias seguidas. Foi segundo colocado no grupo que tinha Hoffenheim, Slovan Liberec e Gent para conquistar o direito de enfrentar o Milan nos 16 avos de final da Liga Europa, na próxima quinta-feira, às 14h55.

Na última rodada do Campeonato Italiano, o Milan perdeu do Spezia e abriu o caminho para a Inter superá-lo na tabela ao derrotar a Lazio, por 3 a 1. “Agora ela é a senhora do próprio destino. Não ter copas é uma vantagem. Eu espero que o Estrela Vermelha possa lhe entregar um Milan cansado”, afirmou à Gazzetta dello Sport o ex-jogador que defendeu a Internazionale 326 vezes.

Stankovic destacou que seu time está com moral alta após duas vitórias fora de casa pela liga sérvia, contra Novi Pazar e Radnicki Nis, e recuperou a energia em excursões ao Chipre e à Turquia. Está ciente dos problemas que o Milan pode lhe causar.

“O estilo direto de jogar e algumas individualidades. Estou falando em Leão, Rebic, Castillejo, Ibrahimovic, Çalhanoglu, Kessié, que é uma máquina de guerra, mas acima de todos, Theo Hernández, tão decisivo quanto foi Maicon para nós na temporada da Tríplice Coroa”, elogiou.

A temporada a que Stankovic se refere foi a de 2009/10, quando, sob o comando de José Mourinho, a Inter conquistou a Serie A, a Copa Itália e a Champions League. Foi também a última vez que o clube se sagrou o melhor da Itália.

.