Souza merecia mais atenção

Léo Moura, Ibson, Fábio Luciano, Joel Santana e, claro, a torcida. A imprensa é meio consensual na hora de apontar os principais responsáveis pelo crescimento do Flamengo no segundo turno. No entanto, muita gente esquece Souza.

O atacante nem sempre recebe o devido mérito por ainda ter a imagem de atacante pesado e lento, que perdia gols aos borbotões na Libertadores e que jamais confirmou a expectativa de ser o matador que o Flamengo esperava. O que nem todo mundo percebe é que ele mudou seu jeito de jogar nos últimos tempos.

Souza tem aproveitado seu porte físico para jogar dentro da área, abrindo espaço nas defesas adversárias e servindo de pivô para os companheiros. Parece com a função de Aloísio, com duas diferenças: Souza não tem tanto pudor na hora de finalizar e tem mais fôlego para voltar ao meio-campo para, eventualmente, lançar e construir jogadas a partir de trás. Melhor que isso, deixou de lado a rivlalidade com Obina, o que só prejudicava seu futebol.

Desse modo, ele foi protagonista em vários gols importantes do Flamengo nas últimas rodadas. Ainda que discretamente, ele tem sido fundamental no esquema de jogo de Joel Santana.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo